Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Post de Juliana Paes sobre política implode mundo das celebridades

Ela disse que foi ofendida por outra atriz e resolveu fazer uma carta à 'cara colega', o que escancarou o racha estre os famosos brasileiros

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 4 jun 2021, 11h48 - Publicado em 4 jun 2021, 10h57

Um posicionamento de Juliana Paes tem causado discussões acaloradas entre os famosos brasileiros. Tudo começou quando a atriz defendeu a médica Nise Yamagushi, que prestou depoimento à CPI da Covid-19 na última terça-feira (1º). Ela reclamou do tratamento dado à profissional.

Criticada na internet, Ju Paes resolveu se posicionar em um vídeo pelas redes sociais. Começou dizendo que iria responder a uma “cara colega” que a “agrediu com palavras”. Ela diz que foi chamada de “covarde, desonesta e criminosa” e fez um longo desabafo que criou ainda mais tensão entre os famosos. 

No vídeo, Juliana diz que foi a favor do isolamento social, mas que não se sente no direito de falar para as pessoas ficarem sem trabalhar. Também negou ser ‘bolsominion’, termo pejorativo usado para identificar eleitores de Jair Bolsonaro.

“Eu não sou ‘bolsominion’ como o pessoal adora falar. Tenho críticas severas a esse que nos governa. Por outro lado não quero que governe o Brasil essa oposição que se insinua para o futuro. Então estou num ambiente onde não me sinto representada por ninguém”, justificou.

Um dos momentos que mais deu o que falar foi quando a atriz disse que não aprova “os ideais arrogantes de extrema direita nem os delírios comunistas da extrema esquerda”. “Quero respeito, acolhimento a todas as causas minoritárias. Mas quero que isso aconteça independentemente de ideologia política”, completou.

View this post on Instagram

A post shared by Juliana Paes Actress Brazil (@julianapaes)

Continua após a publicidade

A reação

A confusão se instaurou. A atriz Samantha Schumutz, com quem Ju Paes contracenou em Totalmente Demais, foi apontada como a colega que teria motivado o desabafo. Ela falou sobre o assunto e não poupou críticas. “Não é obrigação de nenhum artista ou de qualquer cidadão ter uma posição política pública. Mas é bem-vindo aquele que quando resolve se pronunciar entenda minimamente sobre o que escolheu colocar em pauta”, falou.

Samantha foi uma das melhores amigas de Paulo Gustavo, que morreu recentemente vítima da Covid-19. Desde então, vem cobrando mais enfaticamente dos colegas artistas que se posicionem.

Um dos comentários que mais teve repercussão foi o de Letícia Sabatella. Ela não concordou com a posição da colega e a chamou para uma conversa. “Sempre tive e sigo com o mesmo carinho e admiração por você. Um dia, a gente pode conversar com calma, te mostraria que, através de muitas fake news disseminadas para acreditarmos que o Brasil corre o risco de virar uma ditadura comunista, partem de quem está querendo implantar uma ditadura em nosso país”, disse.

Outro a criticar duramente a visão de Ju Paes foi o ator Ícaro Silva. Em um longo comentário, que também teve enorme repercussão, ele diz que ela não conhece a realidade brasileira. “Eu te sugeriria, porque adoro você, o exercício de mergulhar em realidades que você nem sonha que existe. E não to falando da mulher gata do traficante em uma favela pop do Rio de janeiro. To falando dos Indígenas que estão sendo massacrados AGORA. Acredite, isso não é um delírio comunista.” O ator ainda que o “seu posicionamento é de quem não sabe o que é fome, de quem não entende o que é miséria.”

A cantora e atriz Clarice Falcão endossou o coro das críticas. “Com todo respeito Juliana, mas o delírio é esse aí”, escreveu. Além dela, Patrícia Pillar, Erik Krominski e Maira Charken foram alguns outros famosos que não concordaram com a posição da artista.

Elogios

Mas teve também quem se sentiu representado. A atriz Dani Suzuki disse que “essa política cada vez mais suja e descarada encoraja as pessoas a se odiarem por qualquer coisa, amigos se tornaram inimigos”. Ela elogiou o discurso de Juliana, assim como Agatha Moreira, Marco Antonio De Biaggi, Marcos Palmeira, Eri Johnson, Gloria Perez, Sarah Andrade, Bia Kicis, Letícia Spiller, Leda Nagle e Leandro Hassum. A postagem que incendiou as redes sociais tem até o momento quase 264 000 comentários e já foi vista cerca de 8 milhões de vezes.

Continua após a publicidade

Publicidade