Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Pai ouve a voz da filha pela primeira vez após receber implante

"Mesmo depois de várias tentativas em alguns centros especializados em audição, eu não perdi a esperança", disse Eduardo Favaro após a cirurgia

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 22 nov 2017, 19h35 - Publicado em 22 nov 2017, 17h43

O educador físico Eduardo Favaro registrou no Facebook uma das experiências mais emocionantes de sua vida: o momento em que escuta, pela primeira vez, aos 35 anos de idade, a voz da filha.

Morador de Brasília, o rapaz teve meningite com 1 ano e 8 meses de vida e sofre de surdez profunda nos dois ouvidos desde então. Após ouvir o diagnóstico negativo de muitos profissionais, ele decidiu ignorar os médicos que diziam que o caso era irreversível e, há um mês, recebeu um implante coclear.

O vídeo, que já acumula mais de 118 000 visualizações em poucos dias — o registro foi compartilhado no domingo (19) — mostra Eduardo ouvindo a voz da filha, Maria Eduarda, de 6 anos, pela primeira vez. Ele também ouviu a mãe a mulher. A emoção é tanta, que Eduardo se emociona e pede: “Pode aumentar um pouco!“.

Ao G1, o rapaz revela que, como não havia surdos na família, ele sempre teve vontade de ouvir como os familiares. Ele passou por uma série de tratamentos na infância e aprendeu a ler, escrever e falar — mesmo tendo quase nada de audição. “Mesmo depois de várias tentativas em alguns centros especializados em audição e tendo resposta de que não teria possibilidade no meu caso, eu não perdi a esperança“, contou. Assista: 

No Facebook, Eduardo escreveu: “Gostaria de expressar o momento marcante da minha vida! Eu tive meningite quando tinha 1 ano e 8 meses de idade, ficando com surdez profunda bilateral. Quando fui crescendo foi surgindo a vontade de ouvir, como na minha família não havia nenhum surdo, eu queria ouvir como eles. Mesmo depois de várias tentativas em alguns centros especializados em audição e tendo resposta de que não teria possibilidade no meu caso, eu não perdi a esperança.

Quando temos um grande sonho, Deus coloca as pessoas certas na nossa vida. Através de um grande amigo, o Serginho, eu conheci o Dr. Fayez e ele foi o único médico que deu esperança e confiança em realizar o procedimento cirúrgico de Implante Coclear. Fiz a cirurgia no dia 19 de outubro e foi bem sucedida, tendo resposta de todos os 22 eletrodos, que são colocados dentro da cóclea. Fiz somente de um lado, o direito. Aguardei ansioso o período de cicatrização e no dia 17 de novembro fiz a ativação! Eu nem acreditei que eu poderia captar sons no primeiro dia e de fato ocorreu! Eu sempre acreditei ser possível, por mais que alguns achavam que seria impossível, só não sabia como tudo isso aconteceria”.

  • Eduardo, então, finaliza a publicação com um agradecimento: “Então, quero expressar todo meu sentimento de gratidão a Deus, ao meu pai Ângelo Favaro, a minha mãe Aleny Lopes Favaro. Ao Dr. Fayez e toda a equipe do Instituo Brasilense de Otorrinolaringologia, ao amigo Sérgio, a minha esposa Fabrícia Favaro e minhas filhas, aos meus irmãos e a toda nossa família, aos meus alunos e amigos que torceram e fizeram orações por mim“.

    Dê sua opinião: E você, o que achou do momento emocionante? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook

    Continua após a publicidade
    Publicidade