Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mulher revela perrengues enfrentados por quem tem unha comprida

"Para as pessoas que ficam confusas com mulheres de unhas longas, seguem dez coisas que nós podemos ou não fazer", escreveu a americana de 42 anos

Por Redação VEJA São Paulo - 23 abr 2019, 18h09

Cansada de responder as perguntas dos amigos, Nicki Naomi resolveu fazer uma publicação bem-humorada no Facebook para responder os questionamentos mais frequentes sobres suas unhas supercompridas. O desabafo da americana de 42 anos, no entanto, acabou reverberando com outros internautas — e o texto já foi compartilhado mais de 28 000 vezes na rede social.

“Para as pessoas que ficam confusas com mulheres de unhas longas, seguem dez coisas que nós podemos ou não fazer”, escreveu Nicki na publicação. “Podemos limpar as nossas bundas. Podemos ter e temos trabalhos corporativos (não somos todas golpistas). Nós não podemos pegar moedas ou cartões de crédito do chão (acho mais fácil deslizar um papel por baixo para conseguir pegá-los). Podemos digitar no teclado (faz barulho, mas fod*-se). Não conseguimos tirar o cartão do caixa eletrônico (algumas mulheres conseguem, mas eu não, então deixo um cortador de unhas na bolsa para cumprir essa tarefa)”, brincou a mulher, enumerando os prós e contras das unhas longas.

“Podemos trançar nossos cabelos (pode demorar mais, mas fica ótimo). Podemos trocar fraldas (quer dizer, eu tive o bebê, preciso mantê-lo). Não conseguimos tirar cartões da divisória apertada de uma carteira (eu já tentei, mas agora eu só compro acessórios onde eu possa apenas deslizar o meu cartão de crédito ou RG). Podemos lutar (quer testar essa teoria? Não acredita em mim? Estou livre no fim de semana). Podemos trocar nossos absorventes internos”, brincou.

Nicki termina o desabafo com um recado aos seguidores: “Então, da próxima vez que você encontrar uma mulher com unhas compridas, por favor… nós não estamos desamparadas, nós não temos a bunda suja e nós podemos acabar com a sua raça. Esse foi um anúncio de serviço público”. Confira: 

Dê sua opinião: E você, o que achou da mensagem da mulher americana? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade