Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe revela por que faltou à aula e resposta da professora surpreende

"Eu estou literalmente chorando. Sou tão abençoada e grata!", escreveu a mulher no Twitter, onde o e-mail já acumula mais de 26 000 curtidas

Por Redação VEJA São Paulo 28 jun 2017, 18h43

Conciliar a maternidade com estudos acadêmicos é uma tarefa muito difícil. Que o diga Morgan King, uma mamãe de 21 anos de idade que estuda Terapia Recreativa na Universidade do Tennessee, nos Estados Unidos. No dia 16 de junho, a jovem compartilhou a resposta que recebeu de uma professora ao revelar por que faltou à aula — e emocionou muitos internautas.

Contei para a minha professora que eu perdi a aula de ontem porque não consegui encontrar uma creche e essa foi a resposta dela. Eu estou literalmente chorando. Sou tão abençoada e grata!“, escreveu a mulher num tuíte que chamou atenção na internet: já são mais de 26 100 curtidas e outros 5 000 retuítes. “Nós nos perguntamos onde você estaria esta manhã“, começa a professora no e-mail. Acontece que a aula que Morgan perdeu era muito importante — ela precisaria fazer um teste e apresentar um trabalho, mas precisou faltar para cuidar da sua filha, a pequena Korbyn.

Eu sinto muito que os nosso problemas com creches tenham provocado a sua ausência na sala de aula hoje. Você ainda é bem-vinda a enviar  o trabalho sobre o desenvolvimento de crianças em idade pré-escolar“, escreve a professora, revelando quais foram as tarefas que os alunos fizeram na aula perdida por Morgan. “No futuro, se você estiver tendo problemas para encontrar alguém para cuidar da Korbyn, por favor, sinta-se à vontade para trazê-la para a sala de aula. Eu ficaria encantada se a segurasse enquanto dou a aula, assim você poderá prestar atenção na classe e fazer anotações“, diz a docente Sally Hunter.

Na sequência, a mulher continua: “Eu trabalho para o departamento de Estudos Infantis e Familiares — então o quão horrível seria se eu não tivesse disposta a receber uma criança na sala de aula? Eu estou falando sério: apenas traga a Korbyn com você!“, escreveu. Ela finaliza com um mensagem simples: “Não deixe me contar se existem outras maneiras em que eu possa te ajudar“. Confira: 

A história fica ainda mais fofa: após compartilhar o e-mail da professor na internet, Morgan escreveu uma nova mensagem para revelar o que tinha feito. O problema? A docente já tinha percebido o sucesso da correspondência digital e se antecipou: “Parece que vocês nos deixou famosas no Twitter! Eu não acredito no número de pessoas que estão reagindo ao e-mail que eu te mandei no começo da semana“, disse Sally Hunter. “Me pareceu que convidar a Korbyn para a sala de aula era apenas a escolha decente a ser feita. Espero que você esteja tendo uma boa semana!“.

Continua após a publicidade

Não satisfeita, a docente decidiu ainda fazer um pedido especial para honrar a história de Morgan: “A senha para acessar o questionário 7 é ‘Twitter’, para honrar o tuíte da Morgan sobre mim que viralizou essa semana!“. Divertido, não é mesmo? 

As informações são do site Bored Panda.

  • Dê sua opinião: E você, o que achou da história emocionante? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade