Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe provoca polêmica ao “confiscar” o celular dos amigos dos filhos

A publicação controversa foi compartilhada mais de 4 000 vezes e recebeu 26 000 reações no Facebook

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 11 mar 2019, 18h21 - Publicado em 11 mar 2019, 17h35

Educar filhos no século XXI não é uma tarefa fácil. Recentemente, a autora e ativista Glennon Doyle fez uma revelação em seu Facebook que chamou atenção dos internautas — e dividiu opiniões entre os pais. A mãe revelou que ela e a mulher recolhem os smartphones dos amigos dos filhos quando eles visitam a casa do casal. “Eu amo tanto os amigos dos meus filhos que quero que eles conversem uns com os outros na nossa casa”, justificou.

“Então, eu e a Abby pedimos que eles deixem seus celulares ao entrar em casa. Algo que nós podemos fazer porque somos as donas desta residência. Eles ficam agitados, mas também parecem, curiosamente, aliviados. Então, após um minuto, eles trocam olhares. E conversam. E dançam e dão gargalhadas, além de outras coisas. E eles são relembrados de que estão com amigos, e que não há por que estar em nenhum outro lugar”,  concluiu Glennon. A publicação foi compartilhada mais de 4 000 vezes e recebeu 26 000 reações. Confira: 

A revelação da mãe, no entanto, está dividindo opiniões na internet. Alguns pais apoiaram a decisão, chamando a solução de uma “ótima ideia”. “Crianças se conectando, planejando, sonhando, conversando e rindo juntas”, escreveu uma mulher ao ler a publicação de Glennon. Outros favoráveis à ideia revelaram como colocaram em ação ideias semelhantes em sua própria casa: “Os amigos dos nossos filhos sempre dizem que se divertem muito mais na nossa casa e sempre querem voltar. Coincidência? Acho que não!”.

Outras famílias criticam a ideia, dizendo que o confisco dos celulares é desnecessário. “Os meus filhos e seus amigos conseguem conversar, interagir, dançar e cantar mesmo estando com os telefones”, apontou um pai. “Como mãe, eu ficaria incomodada de outros pais acharem que tem autoridade para confiscar o celular dos meus filhos…”, desabafou uma mulher. “Um dos meus filhos tem ansiedade severa e fica muito mais tranquilo ao saber que pode mandar uma mensagem ou ligar a qualquer momento”, desabafou uma mãe.

As informações são do BuzzFeed.

Dê sua opinião: E você, o que achou da decisão da mulher? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade