Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe revela como filha de 4 anos quase morreu dias após brincar na piscina

Alguns dias após o incidente, a escolinha de Elianna ligou para a mãe da menina, Lacey Grace, para informar que a aluna estava com febre

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 fev 2020, 14h11 - Publicado em 30 abr 2018, 17h16

Brincar na piscina é um passatempo refrescante, mas, para a pequena Elianna Grace, a brincadeira quase terminou em tragédia. A menina de 4 anos de idade estava se divertindo com a família quando, sem querer, acabou ingerindo água da piscina. A criança tossiu, vomitou e passou alguns minutos tentando eliminar toda a água clorada do organismo. Nem meia hora depois, Elianna estava de volta à piscina brincando com os parentes.

Alguns dias após o acidente, a escolinha de Elianna ligou para a mãe da menina, Lacey Grace, para informar que a aluna estava com febre. Ela passou o dia com a mãe, mas estava de volta ao colégio 24 horas depois. A instituição, então, voltou a ligar para a mãe para reportar que a temperatura da criança ficou alta novamente. Na segunda ligação, Lacey correu com a filha para o médico. “Eu continuei repetindo a cena da piscina na minha cabeça e relembrando a história de um pai no Texas que o filho morreu porque ele não recebeu tratamento depois que engoliu água da piscina“, relembrou Lacey, que mora com a família na Florida, nos Estados Unidos.

Eu não ia deixar que isso acontecesse com a Elianna“, contou a mamãe. “Nós não ficamos nem dez minutos na consulta até que o médico disse que eu deveria levá-la para o pronto-socorro o mais rapidamente possível. Os batimentos cardíacos dela estavam muito altos, o oxigênio estava baixo e a pele dela estava ficando roxa, o que sugeria uma infecção química“, contou Lacey sobre alguns dos sintomas apresentados pela filha. “Nós fomos até o hospital, onde eles fizeram um raio-X do peitoral dela e descobriram uma inflamação e infecção causada por químicos da piscina“.

Agora, a família espera que os antibióticos funcionem e que os pulmões da menina encontrei uma maneira para se livrar dos produtos químicos. Lacey também aproveitou uma oportunidade para fazer um alerta aos pais: “procurem ajuda imediatamente” se as crianças tiverem reações ao ingerir água da piscina. Os parentes de Elianna começaram uma vaquinha on-line para o tratamento da menina, onde revelam que a criança sofre de pneumonite química, pneumonia aspirativa e edema pulmonar — clique aqui para saber mais.

As informações são do The Daily Mirror.

Dê sua opinião: E você, o que achou do alerta da família de Elianna Grace? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade