Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Após espremer espinha, jovem descobre enfermidade grave

"Havia uma grande chance da infecção se espalhar para o meu cérebro ou para os meus olhos e eu poderia ficar cega", revelou a jovem nas redes sociais

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 10 ago 2017, 19h48 - Publicado em 10 ago 2017, 17h01

Se você é fã de maquiagem, provavelmente tem vários pincéis e ferramentas para aplicar os mais diversos produtos em sua pele. E, é claro, como toda pessoa que quer ter uma pele lisinha, não hesita ao extrair um cravo ou espinha com as próprias mãos. Simples, certo? A jovem Katie Wright, de 21 anos de idade, passou por uma situação complicada recentemente ao usar essa ‘técnica’ tão comum.

Ela observou que sua pele tinha uma pequena protuberância, que mais parecia uma espinha interna. Decidiu, então, apertar a pequena área, próxima à sobrancelha esquerda: “Há uma semana decidi mexer no que eu achava que era uma enorme espinha interna porque ela estava doendo há um tempo e ficou muito dolorida para ser ignorada“, contou a jovem em um relato que está chamando atenção na internet.

Katie, que mora com a família em Austin, no Texas, Estados Unidos, no entanto, acabou encontrando algo muito mais perigoso que uma simples espinha: “Em apenas uma hora o meu rosto inteiro ficou inchado e começou a doer. Parecia que algo iria explodir para fora da minha pele“, desabafou a jovem sobre a situação.

Eu fui até o pronto-socorro e eles me informaram que era um caso seríssimo de celulite. É uma versão da infecção por estafilococos, mas, em vez de ter uma cabeça com pus, ela afeta os tecidos celulares mais profundos sem uma fonte principal para atacar“.

Continua após a publicidade

Ela foi diagnosticada com celulite infecciosa que, se não for tratada apropriadamente, pode levar à falha de órgãos e até mesmo à morte.

Já que ela estava no meu rosto, havia uma grande chance da infecção se espalhar para o meu cérebro ou para os meus olhos e eu poderia ficar cega. Coisa séria“, revelou a jovem no depoimento. Após um tratamento de quatro dias, os médicos conseguiram controlar o foco infeccioso e a jovem decidiu que deveria compartilhar sua história na internet para alertar outros fãs de maquiagem.

Eu quero compartilhar essa história porque isso provavelmente aconteceu por causa das bactérias que estavam no acessório que eu uso para pentear minhas sobrancelhas. Sou muito séria quando o assunto é lavar o meu rosto e as minhas ferramentas como pincéis e esponjas, mas jamais imaginei que precisaria desinfetar o pente das minhas sobrancelhas“, revelou. “Se você usa maquiagem, por favor, faça esse esforço para incluir esse processo na sua rotina de beleza“.

A jovem, então, finaliza a importante mensagem, que foi compartilhada no Facebook e em outras redes sociais milhares de vezes: “É algo pequeno a se fazer para evitar uma infecção dolorosa, cara e traumática. Estas fotos foram feitas com 48 horas de diferença, assim você pode ver o quão rápido e dramaticamente ela desfigurou as minhas feições“.

  • Dê sua opinião: E você, o que achou da história assustadora de Katie? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade