Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Após ser repreendido por usar bermuda, jovem inova com roupa

O rapaz de 20 anos foi mandado para casa após aparecer com um short no trabalho; ele, então, decidiu contornar a situação usando um método inusitado

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 21 Jun 2017, 18h40 - Publicado em 21 Jun 2017, 17h58

Enquanto no Brasil estamos enfrentado um friozinho para lá de agradável, os europeus estão tostando em altas temperaturas. Não à toa, o desabafo de um jovem está chamando muita atenção na web: ao ver que a temperatura passaria dos 30ºC, Joey Barge decidiu ir ao trabalho usando uma bermuda num tom neutro. O departamento de Recursos Humanos, no entanto, achou a peça “inadequada” para o ambiente de trabalho e deu uma bronca no funcionário.

Se mulheres podem usar saias e vestidos para o trabalho, eu posso usar shorts também?“, questionou o rapaz em seu Twitter, mostrando a foto da bermuda. “A resposta é: não. Eu acabei de ser mandado de volta para casa“, escreveu Joey num tuíte que já acumula mais de 1 000 curtidas. Confira: 

O jovem de 20 anos de idade que trabalha num call center, então, retornou para sua casa em Buckinghamshir. Mas ele não colocou um terno, como o uniforme normalmente pede: ele decidiu usar o vestido da mãe para voltar ao trabalho. “O escritório é muito quente e eu suo demais, o que me deixa desconfortável. Eu estou sofrendo, mas um quarto do escritório está usando saias e vestidos!“, desabafou o rapaz ao The Daily Mirror.

Após aparecer com o vestido no escritório, ele imaginou que seria, novamente, mandado para casa.  No entanto, sua estratégia de usar o vestido funcionou — pelo menos parcialmente. “Em virtude das temperaturas extremamente quentes, foi combinado que os cavalheiros do escritório poderão usar bermudas de comprimento 3/4. Elas devem ser cores sutis: preto, azul-marinho ou bege, apenas“, diz o e-mail. Confira:

A “vitória” do rapaz foi celebrada por internautas que acompanharam o desenrolar da história. Alguns questionaram a obrigação de uso de bermudas — afinal, quem usa um short com comprimento 3/4? “Parabéns! Deste dia em diante, nós iremos lembrar de você todo dia 19 de junho como o grande emancipador!“, escreveu um rapaz.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história de Joey? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Publicidade