Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Homem doa dedão do pé para bar usar em drinque tradicional no Canadá

Receita de coquetel servido no Downtown Hotel tem de 40 anos e leva também uísque

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 13 jun 2019, 10h29 - Publicado em 13 jun 2019, 10h02

Um ex-militar do Reino Unido doou um dedo congelado para um bar do Canadá usar na preparação de um drinque tradicional.

O dedo de Nick Griffiths, de 47 anos, congelou durante a competição de uma maratona de inverno em Yukon, no Canadá, em 2018. Com a perda do membro, decidiu enviar o dedão do pé pelo correio ao Downtown Hotel, em Dawson City, onde fica o bar que produz esse coquetel.

Ex-militar enviou o dedão pelo correio, junto com um bilhete Divulgação/Veja SP

Chamado Sortoe, o drinque, cuja receita já tem 40 anos, é servido com uísque Yukon Gold e conta com o ingrediente inusitado de um dedo mumificado. Segundo a BBC, o hotel já serviu mais de 86 mil doses desse coquetel desde 1973, ano em que o capitão Dick Stevenson teria encontrado um dedão em uma cabine abandonada e teria a ideia de criar essa bebida.

O dedão de Griffiths chegou ao hotel dentro de um frasco com álcool e um bilhete. A BBC informou que o hotel vai pagar uma viagem para que o ex-militar vá até Yukon experimentar o drinque que conterá seu próprio dedo.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade