Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Funkeiro Biel é acusado de assediar repórter sexualmente durante entrevista

O cantor Biel foi denunciado por assédio sexual a uma repórter do site de notícias iG durante uma entrevista para divulgar o lançamento de seu novo álbum. A denúncia foi encaminhada para a 1º Delegacia da Mulher de São Paulo. + Jovem publica mensagem para motivar pessoas com “doenças invisíveis” + Após noite desastrada, Oscar Maroni critica Zezé di Camargo e […]

Por VEJA SP Atualizado em 26 fev 2017, 12h25 - Publicado em 3 jun 2016, 20h35

biel

O cantor Biel foi denunciado por assédio sexual a uma repórter do site de notícias iG durante uma entrevista para divulgar o lançamento de seu novo álbum. A denúncia foi encaminhada para a 1º Delegacia da Mulher de São Paulo.

+ Jovem publica mensagem para motivar pessoas com “doenças invisíveis”
+ Após noite desastrada, Oscar Maroni critica Zezé di Camargo e sertanejo rebate

De acordo com o portal, o cantor usou termos depreciativos como “ramelona” e “gostosinha” para se referir à jornalista e chegou a dizer que “a quebraria no meio” se mantivesse relações sexuais ela. As investidas teriam ocorrido em dois encontros.

A jovem de 21 anos – que preferiu não divulgar o nome – teria gravado a agressão em áudio e vídeo e entregue os registros à polícia. Em um trecho divulgado pelo iG, ela menciona ter quase a mesma idade do artista, que retruca: “Idade não significa nada. Se te pego, te quebro no meio”. Na transcrição dos diálogos em vídeo, ao responder a pergunta: “Biel é bi?”, o cantor retruca “Por quê? Você quer que eu te mostre com atos e ações?”.

Em outro momento, o artista entrega seu celular à repórter e pede que ela atenda a uma ligação durante a entrevista. Ao pegar o aparelho de volta ele teria dito ao interlocutor. “Mano, que ramelona essa mina, mas dá um desconto porque ela é gostosinha”.

Nas redes sociais, a divulgação da denúncia e o comportamento machista do cantor foram um dos principais assunto do dia. Confira a repercussão:

Outro lado

O presidente da Warner Music Brasil, Sergio Affonso, entrou em contato com o iG para se pronunciar sobre do caso. De acordo com a nota divulgada pelo portal, o representante classificou o episódio como “lamentável” e “fora do contexto atual de lutas pelos direitos das mulheres”

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Continua após a publicidade

Publicidade