Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Filho de Cid Moreira diz ter sido deserdado e esposa do jornalista rebate

Durante programa televisivo, Roger Moreira mostrou e-mail atribuído ao ex-âncora do Jornal Nacional; ele teria dito que foi um engano adotá-lo

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 jul 2021, 16h37 - Publicado em 14 jul 2021, 16h24

Durante o programa Balanço Geral desta terça-feira (13), o filho de Cid Moreira, Roger, afirmou ter sido deserdado pelo pai e, assim, perdido direito à herança. Na atração da Record, ele revelou um e-mail atribuído ao ex-apresentador do Jornal Nacional em que teria dito que “foi um engano” adotá-lo. O nome de Cid Moreira já figura entre os assuntos mais comentados do Twitter na tarde desta quarta-feira (14).  

“Pra mim foi um grande trauma, na realidade. Além disso, ele escreveu também ‘não querem que pense que tenho proximidade ou intimidade com você’. Eu com certeza passei por um período da minha vida de dor, de sentimento mesmo, de medo. Esse abandono causa sequelas. Precisei de acompanhamento durante um tempo da minha”, diz Roger.

No e-mail, Cid teria afirmado que fez “um documento e deserdou” o filho. “Escrevi de próprio punho e assinei. Juntei pareceres profissionais de saúde para provar que não estou senil”. Em outro trecho da carta, o ex-âncora alega que o filho já chegou a ameaçá-lo com processo na Justiça do Trabalho. 

Segundo Fátima Moreira, atual esposa do jornalista, a adoção aconteceu após a tia de Roger se casar com Cid e o jovem decidir deixar sua mãe e seu pai aos 20 anos. Ela explica que o afastamento se deu por conta dos custos de manter um estúdio que Roger usava para trabalhar. 

“Não tinha mais sociedade com a ex-mulher, nenhuma relação profissional com ele. Estávamos fora do país quando saiu a notícia, foi constrangedor. Eles pararam de relacionar”, fala Fátima em um vídeo de seu Instagram. 

De acordo com Roger Moreira, seu pai adotivo chegou a proibi-lo de ir à faculdade por medo de entrar em contato com “pessoas erradas”. No ano de 2008, o cabeleireiro manifestou publicamente o desejo de reverter sua adoção. Atualmente, disse que foi surpreendido pela atitude de Cid e que não falou anteriormente sobre o assunto devido ao choque com a situação. 

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade