Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Filha de Madonna afirma que a mãe é maníaca por controle

Segundo Lourdes, cantora tranca closet quando sai de casa e não dá nada de mão beijada aos filhos; ela também revela lições que aprendeu com a rainha do pop

Por Redação VEJA São Paulo 18 out 2021, 17h46

Lourdes Leon (ou Lola, como é chamada), filha mais velha da cantora Madonna, afirmou em entrevista à revista Interview que foi controlada pela mãe a vida inteira e que não ganhou nada de mão beijada. Em entrevistas passadas, a garota de 25 anos já revelou que pagou pela faculdade de dança e pelo próprio apartamento.

“Obviamente, cresci com privilégios extremos. Não há como negar isso. Mas acho que minha mãe viu todos esses outros filhos de pessoas famosas e disse: ‘Meus filhos não vão ser assim’. Além disso, sinto que se seus pais pagam pelas coisas, eles passam a ter vantagem sobre você. Minha mãe é uma maníaca por controle e ela me controlou por toda a minha vida. Eu precisava ser completamente independente dela assim que me formasse no ensino médio”, conta.

A modelo também conta que era proibida de assistir TV quando criança e hoje em dia Madonna coloca um cadeado nas portas dos guarda-roupas ao sair de casa para que a filha não pegue suas peças. Entretanto, Lourdes diz que a forma como a mãe a criou é uma grande lição.

“Eu estava preocupada em ter uma vida decente e viver com mais luxo do que quando me formei e não estava ganhando muito dinheiro. Ela estava tipo, ‘Lembre-se, essa merda não é real. Não é sobre o dinheiro, seu rosto ou o quão gostosa você está. É sobre o que você está trazendo ao mundo e a lembrança que deixará.’ Isso sempre me coloca de volta ao eixo”.

Madonna também aconselhou a filha sobre a indústria da música. “Ela diz ‘Proceda com cautela e pense sobre como quer ser conhecida’. Eu pensei muito sobre isso porque como modelo você está basicamente contando com sua aparência. Pode parecer opressor e causar muita insegurança. Obviamente, eu não terei a mesma aparência durante toda a vida. Não quero ser lembrada só por isso porque não é real”.

Quanto questionada sobre a música da mãe, Lourdes explica que levou tempo para entender a importância da rainha do pop. “Minha experiência com a música da minha mãe mudou enquanto envelhecia. Sou cada vez mais capaz de reconhecer o quão influente e incrível essa mulher é, como ela sempre empoderou outras mulheres e está à frente de seu tempo. Eu não compreendia isso até perceber a importância do empoderamento para a mulher. Ela é provavelmente a pessoas mais esforçada que eu já vi. Eu não herdei isso, infelizmente. Eu herdei seus problemas de controle, mas não sua ética de trabalho”, confessa.

Continua após a publicidade

Publicidade