Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Filha da atriz Solange Couto revela que foi estuprada aos 11 anos, diz jornal

A atriz Solange Couto e sua filha, Morena Mariah, relevaram à coluna Retratos da Vida do jornal carioca Extra que vivem um drama familiar há cerca de quatro anos, quando Morena revelou à mãe que foi vítima de abuso sexual por duas vezes. Na primeira vez, Morena ainda era uma criança de 11 anos. +Shannen Doherty, […]

Por Andreza Monteiro Atualizado em 25 fev 2017, 21h29 - Publicado em 28 out 2016, 10h50
Foto: Facebook

Morena Mariah é a primogênita de Solange Couto (Foto: Facebook)

A atriz Solange Couto e sua filha, Morena Mariah, relevaram à coluna Retratos da Vida do jornal carioca Extra que vivem um drama familiar há cerca de quatro anos, quando Morena revelou à mãe que foi vítima de abuso sexual por duas vezes. Na primeira vez, Morena ainda era uma criança de 11 anos.

+Shannen Doherty, a Brenda de ‘Barrados no Baile’, fala sobre luta contra o câncer

Hoje, Morena tem 25 anos. Ela só teve coragem para contar à Solange em 2012.

Ao jornal ela contou alguns detalhes sobre como tudo aconteceu e ainda revelou que o primeiro abuso foi cometido por um familiar dentro da sua própria casa. “Minha mãe trabalhava em outro estado e designou um familiar para tomar conta de mim nos períodos de ausência. Durante esse tempo em que ele ficou responsável por mim, ocorreram os episódios de abuso”, relatou ao Extra.

Foto: Facebook

Foto: Facebook

Continua após a publicidade

O segundo caso ocorreu mais recentemente e o agressor foi o próprio namorado. “Namorei um rapaz, e ele se aproveitou de um momento em que eu estava embriagada e adormeci para me estuprar. Sexo sem consentimento é estupro. Mesmo que o sujeito que faça isso seja cônjuge”, desabafou.

+ Bebê tem “crise de ciúmes” após ver os pais se beijando e reação chama a atenção da internet

A coluna destacou que Solange Couto tem conhecimento sobre quem foi o familiar que violentou a filha durante sua infância: “Fiquei absurdamente indignada. Isso me revolta de tal maneira, porque eu não posso fazer nada, nem justiça, porque a Morena só veio me contar isso anos depois, quando ela já era maior. Me sinto amarrada, de pés e mãos”, disse a atriz ao veículo.

Segundo Morena, ela prefere não denunciar o homem que a agrediu porque sente medo.

“Eu não tinha provas. E também já pedi recomendações a muitas pessoas. Todas elas me desaconselharam a recorrer à defensoria pública. Por ter sido algo que aconteceu há muito tempo, ele pode tentar virar o processo contra mim, como fez o treinador da (nadadora) Joana Maranhão, que relatou um abuso sexual. E, no momento, eu não posso arcar financeiramente com os custos de um processo”, disse.

Morena prefere agir transformando sua dor em força para apoiar pessoas que viveram ou vivem situações semelhantes às que ela viveu. Suas redes sociais são repletas de posts sobre o assunto.

 

Continua após a publicidade

Publicidade