Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Fãs de K-pop derrubam tag racista com vídeos de grupos no Twitter

Ativistas agradeceram ajuda dos fãs do gênero após tag #WhiteLivesMatter (vidas brancas importam) ter surgido nas redes sociais

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 3 jun 2020, 12h23 - Publicado em 3 jun 2020, 12h08

Fãs de K-pop continuam demostrando apoio às lutas antirracistas que surgiram com protestos pelos EUA após a morte do segurança negro George Floyd, asfixiado por um policial branco. Após derrubar um aplicativo da polícia que serviria para denúncia de ativistas em protestos, eles agora foram responsáveis por “afundar” uma hashtag racista. As informações são do UOL.

Quando a tag #WhiteLivesMatter (“vidas brancas importam”) surgiu no Twitter em resposta ao slogan Black Lives Matter (“vidas negras importam”), usado por muitos ativistas nas linhas de frente dos protestos, os fãs de grupos como BTS e Monsta X, entre outros, começaram a postar vídeos de seus cantores favoritos (chamados de “fancams”) usando a marcação.

O objetivo era “afogar” os posts racistas com tuítes que não tinham nada a ver com o ativismo, escondendo assim as manifestações contra os protestos. “Até agora não acredito que algum lixo racista tentou começar essa tag. Não enquanto estamos aqui”, escreveu um dos participantes.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90

Em resposta ao esforço dos “k-poppers”, ativistas no Twitter agradeceram e brincaram até que podiam “dormir tranquilos”, sabendo que os fãs do gênero estariam trabalhando para ajudá-los nesta luta. “Bom, parece que eu não vou mais tirar sarro do k-pop. Muito bem, pessoal”, escreveu um deles.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade