Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Estudante de 20 anos de idade quase morre após se esquecer de substituir o absorvente interno

Se você é mulher, provavelmente já ouviu falar sobre a Síndrome do Choque Tóxico (SCT), uma doença rara provocada por bactérias que pode até levar à morte — e provocada por absorventes, algo corriqueiro na vida de milhões de garotas no mundo inteiro. + Crise de ciúmes de esposa de Wesley Safadão provoca polêmica na web + 9 […]

Por Tatiane Rosset Atualizado em 26 fev 2017, 13h05 - Publicado em 25 fev 2016, 15h15

001

Se você é mulher, provavelmente já ouviu falar sobre a Síndrome do Choque Tóxico (SCT), uma doença rara provocada por bactérias que pode até levar à morte — e provocada por absorventes, algo corriqueiro na vida de milhões de garotas no mundo inteiro.

+ Crise de ciúmes de esposa de Wesley Safadão provoca polêmica na web
+ 9 comentários hilários (e imperdíveis) do Padre Fábio de Melo no Snapchat

Pois a estudante Emily Pankhurst, de 20 anos, tomou um susto e foi parar no hospital após passar nove dias com o mesmo absorvente interno. De acordo com o Daily Mail, por conta do estresse causado pela proximidade das provas finais na faculdade, a jovem inglesa acabou esquecendo de retirar a proteção.

Poucos dias depois, Emily começou a se sentir indisposta e com a barriga inchada — e, para piorar a situação, a garota reparou que estava sofrendo sangramentos vaginais: “Estava sangrando e minha mãe sugeriu que eu verificasse se não havia algo“, explicou ela ao site.

002

Continua após a publicidade

Foi então que Emily decidiu tomar um banho para investigar se tinha algo errado: “Quando eu finalmente percebi que estava com o absorvente, resolvi tirá-lo — e ele estava todo preto, estava claramente cheio de bactérias. Eu não saberia o que era se não fosse pelo cordão, foi horrível“, comentou.

Após o “autoexame”, a garota começou a se sentir fraca e sua fala foi ficando arrastada — e foi então que ela foi levada para o Hospital Maidstone. Emily ficou numa unidade de tratamento intensivo por três dias e perdeu seus movimentos temporariamente. Ela ainda não consegue caminhar longas distâncias.

003

Agora que o susto passou, Emily quer alertar outras mulheres para o mesmo perigo: “Eu ignorei a doença e atribui os sintomas ao estresse. Mas a minha mãe sabia que era algo mais e me pressionou para que eu me sentisse melhor. Ela salvou a minha vida“, contou ao BuzzFeed.

05

Dê sua opinião: E você, já enfrentou alguma situação semelhante a da jovem? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade