Clique e assine com até 89% de desconto
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Estampa da Maria Filó provoca polêmica após desabafo de consumidora no Facebook

A marca carioca Maria Filó é reconhecida por suas estampas delicadas e exclusivas. E foi justamente um destes designs que provocou polêmica nas redes sociais na tarde desta quinta (13), após o desabafo da consumidora Tâmara Isaac no Facebook: “Hoje, fui procurar umas blusinhas bacanas para comprar e entrei na loja da Maria Filó”, escreveu. + VÍDEO: cachorro finge […]

Por VEJASP Atualizado em 25 fev 2017, 21h39 - Publicado em 14 out 2016, 13h21

ABRE03

A marca carioca Maria Filó é reconhecida por suas estampas delicadas e exclusivas. E foi justamente um destes designs que provocou polêmica nas redes sociais na tarde desta quinta (13), após o desabafo da consumidora Tâmara Isaac no Facebook: “Hoje, fui procurar umas blusinhas bacanas para comprar e entrei na loja da Maria Filó”, escreveu.

+ VÍDEO: cachorro finge de morto para assustar mascote que é seu melhor amigo
+ No casamento, mulher surpreende noivo com coreografia inspirada em Beyoncé

Entrei e ninguém me cumprimentou ou falou qualquer coisa comigo, minutos depois, entrou uma mulher branca, prontamente recebida com um: ‘Boa tarde! Se precisar de algo é só falar’. Até aí, nenhuma novidade, só mais um dia normal na vida de um negro. Começo a olhar as roupas e me pergunto: Confere? É uma estampa de escravas entre palmeiras. É uma escrava com um filho nas costas servindo uma branca?“, disse a jovem nas redes sociais.

Após o choque, Tâmara questionou a vendedora sobre o design: “Perguntei à vendedora se aquela estampa tinha alguma razão de ser ou se era só uma estampa racista mesmo. Ela, me dirigindo à palavra pela primeira vez, não soube responder. Entrei no site da marca com a esperança de que houvesse algum sentido naquilo, mas só encontrei uma marca que, não satisfeita em representar somente mulheres brancas, achou que esse Toile de Jouy de escravas seria de muito bom gosto“, revelou. Publicada no Facebook, a mensagem recebeu mais de 4 500 reações e foi compartilhada mais de 500 vezes. Confira: 

Continua após a publicidade

01

Após a repercussão do desabafo, a página da Maria Filó no Facebook também recebeu diversos comentários negativos: “Uma marca de roupa em pleno 2016 fazer uma estampa fazendo apologia à escravidão e racismo é tão absurdo que eu nem sei por onde começar a expressar minha indignação“, escreveu uma consumidora. A empresa respondeu às reclamações das jovens.

02

No loja online da Maria Filó, ainda é possível encontrar peças de roupa com a estampa “Pindorama” à venda. A marca, no entanto, promete que retirará as roupas dos estabelecimentos. Em comunicado ao jornal EXTRA, eles explicam: “A Maria Filó esclarece que a estampa em questão buscou inspiração na obra de Debret. Em nenhum momento houve a intenção de ofender. A marca pede desculpas e informa que já está tomando providências para que a estampa seja retirada das lojas“, afirmou a empresa em comunicado oficial.

03

Dê sua opinião: E você, o que achou da polêmica envolvendo a Maria Filó? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade