Discurso de Malu Mader sobre aborto no ‘Encontro’ divide opiniões

Após o relato de uma jovem que sugeriu que a prática dê cadeia, ela fez um longo desabafo. "Tem uma galera aí querendo que a gente volte para as trevas"

No ar com a reprise da novela Celebridade, a atriz Malu Mader foi uma das convidadas do Encontro desta quarta (6). A participação da atriz foi marcada por um tema polêmico: legalização do aborto.

O assunto veio à tona por uma pesquisa do Instituto Locomotiva sobre o aborto, segundo a qual metade dos brasileiros concorda que a mulher que interrompe uma gravidez deve ser presa. Após o relato de uma jovem que concordou que a prática seja tratada como crime, a atriz fez um longo discurso. Desculpa. É que eu tô meio aflita. Ninguém é a favor do aborto, não existe ninguém a favor do aborto, a favor de matar. Não é uma questão de ser a favor ou não”, disse.

É uma questão de que ele existe. Muitas mulheres fazem aborto e muitas morrem e sobretudo as pobres. E mais uma vez é a sociedade criminalizando a mulher pobre. Quando a gente discutir isso de fato, porque a mim parece que não importa muito a vida dessa mulher. Ninguém está preocupado. Me parece as vezes questão de hipocrisia. Não é uma questão de ser a favor, não pode ser criminalizado. Se fizer a pergunta: você é a favor do aborto? Não. Você conhece alguém que fez aborto? Sim. Ninguém aqui em sã consciência acha [que aborto é algo positivo]“, disse.

Após um intervalo, e a opinião dos outros convidados, ela continuou: “Essas questões de onde começa a vida eu compreendo que as pessoas se choquem, mas ninguém nunca se empenhou numa campanha contra a gravidez indesejada, em educar. Ninguém tá assim tão preocupada com a vida das pessoas como quer fazer parecer“, disse. “É um conservadorismo, uma pauta que é de saúde pública, não é uma questão de religião, de nada”, completou.

“Acho importante dizer que eu tava tão inflamada aqui, parecia que eu tava defendendo o aborto. De fato eu acho uma coisa horrível, mas quando comecei minha vida sexual eu tinha uma vida privilegiada. Um ginecologista à disposição, uma mãe em casa podendo me dar atenção, tinha com quem conversar“, disse. “É preciso orientar, dar camisinha, informar“.

Malu encerrou sua participação com um desabafo. Ao comentar a possível mudança que pode tornar ilegal mesmo os casos em que a interrupção da gravidez é liberada (como estupro e anencefalia), a atriz foi taxativa. “Tem uma galera aí querendo que a gente volte para as trevas“, disse. Assista aqui.

O discurso da atriz logo virou assunto nas redes sociais e dividiu opiniões. De um lado, muita gente se sentiu representada pela opinião dela. Mas houve também quem criticasse a reação dela à opinião de uma pessoa comum.

Confira a repercussão nas redes sociais:

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s