Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

‘Diabão’ e ‘Mulher Demônia’: o antes e depois dos modificadores corporais

Ela tem divisão na língua e pigmentação nos olhos; ele chegou a retirar parte do nariz: casal de Praia Grande chama atenção por transformações

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 6 out 2020, 12h18 - Publicado em 6 out 2020, 12h17

Um casal de Praia Grande, no litoral de São Paulo, virou assunto na internet nos últimos dias. Conhecidos como “Diabão” e “Mulher Demônia”, os dois têm o corpo quase todo coberto por tatuagens e outras modificações, que incluem chifres na testa e retirada do nariz.

Carol Praddo, de 35 anos, e Michel Praddo, de 44, mantêm um relacionamento há 11 anos. Há cerca de 4 anos, eles passaram a modificar de forma mais extrema o corpo.

“Uma coisa foi puxando a outra. Iniciei com as tatuagens, comecei a gostar de piercing, me encantei pela área da modificação corporal”, conta Carol em entrevista ao G1. “Aos poucos a gente foi se identificando, buscando uma aparência diferente, fugindo do padrão aceitável pela sociedade de hoje”.

A moça tem cerca de 60% do corpo tatuado. Ela tem pigmentação nos olhos, divisão da língua, dentes com coroas metálicas e chifres implantados. Já o homem tatuou 85% do corpo. Ele retirou parte do nariz, cortou as orelhas e alongou os dentes.

Veja o antes e depois:

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

O tempo passa 🥰

A post shared by Carol Praddo (@a_mulher_demonia) on

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Treino pós Natal 🙏🏻💖💪🏻💀

A post shared by Carol Praddo (@a_mulher_demonia) on

Continua após a publicidade
Publicidade