Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Colégio divide opiniões ao proibir que alunos entreguem convites

Por meio de um e-mail, o colégio também aconselhou os pais a desencorajarem as crianças a comentarem na escola sobre planos para festas

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 9 Apr 2019, 16h57 - Publicado em 9 Apr 2019, 16h40

Quando criança, você provavelmente recebeu um convite para a festa de aniversário de um coleguinha de sala — ou ficou de fora da comemoração. Para evitar que alunos sintam-se excluídos, um colégio tomou uma atitude controversa: a escola pública Mosman, em Sidney, na Austrália, definiu uma regra que proíbe a entrega de convites em sala de aula. O bilhete deverá ser enviado pelos pais por e-mail.

Ou seja, os alunos da instituição de ensino não podem mais entregar convites de papel no parquinho ou nas salas de aula para evitar que outros estudantes fiquem magoados. Por meio de um e-mail, o colégio também aconselhou os pais a desencorajarem as crianças a comentarem sobre planejamentos para festas de aniversários na escola. A atitude teria sido tomada após um aluno ficar chateado por não ter sido incluído na comemoração de um colega de sala.

A decisão, no entanto, está provocando polêmica: muitos pais não concordam com a atitude do colégio. “Está indo longe demais, nós precisamos educar crianças resilientes”, um pai desabafou após as orientações. “Você não pode entregar convites de papel, apenas por e-mail, e precisa pedir par os seus filhos não falarem sobre a festa”. As informações são do Daily Mirror.

Dê sua opinião: E você, o que achou da decisão polêmica? Deixe seu comentário curtir nossa página no Facebook!

Publicidade