Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Cansado de clientes rudes, empreendedor aposta em atitude radical

"Eu decidi cobrar mais das pessoas que não tiravam um tempo do seu dia para dizer 'olá' e se conectar com os outros", revelou o dono do estabelecimento

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 jun 2017, 18h26 - Publicado em 14 jun 2017, 18h13

Dono de uma cafeteria na Carolina do Norte, Estados Unidos, Austin Simms estava cansado da postura rude dos clientes. Ele, então, tomou uma atitude: “Eu decidi começar a cobrar mais das pessoas que não tiravam um tempo do seu dia para dizer ‘olá’ e se conectar com os outros, percebendo que há seres humanos atrás do balcão“, revelou ao WDBJ.

Austin decidiu colocar uma placa na frente do endereço, indicando a nova política de preços da cafeteria. Quem fala apenas “um café pequeno”, paga 5 dólares pela bebida. Se acrescentar um “por favor” ao pedido, o café sai a 3 dólares. Já quem diz a frase “olá, um café pequeno, por favor”, desembolsa 1,75 dólares — menos da metade do dinheiro usado nos casos em que falta educação.

O rapaz esperava que a placa afastasse clientes, mas algo inesperado aconteceu: os consumidores se sentiram tocados pela mensagem e começaram a compartilhá-la nas redes sociais. Até telejornais locais entrevistaram o rapaz sobre a iniciativa. Assista: 

https://www.youtube.com/watch?v=BtMjxZ3s0cM

As informações são do site Bored Panda.

  • Dê sua opinião: E você, o que achou da ideia do empreendedor? Deixe seu comentário e aproveite para urtir nossa página no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade