Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Cliente desabafa após viver situação constrangedora ao pagar gorjeta

"Um minuto depois ela retorna, sem sorriso, perguntando se algo ruim tinha acontecido ou se o nosso serviço", relembrou o rapaz na mensagem

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 fev 2020, 14h06 - Publicado em 24 Maio 2018, 20h19

Se você já visitou os Estados Unidos, sabe que as gorjetas e o popular 10% dos restaurantes funciona um pouco diferente: lá, o cliente dá uma gorjeta de acordo com o atendimento e ela pode variar de 15% a 20% — o sistema confuso, é claro, provoca algumas situações constrangedoras. O usuário @noctynight do imgur ficou tão chocado com a maneira como foi tratado que resolveu compartilhar a história na internet.

O rapaz estava programando um encontro quando decidiu levar a mulher a um restaurante divertido, mas um pouco mais caro: “Eu estou tentando voltar a namorar e escolhi um restaurante divertido e classudo para o encontro. Nós estamos nos conhecendo e eu achei que o estabelecimento seria uma boa escolha. O encontro estava indo bem, a comida era ótima e a nossa garçonete era atenciosa“.

A conta chegou. Eu conseguiria pagá-la porque sempre checo o cardápio de restaurantes para ter certeza que eu tenho condições financeiras de visitá-los. O problema? Eu sempre esqueço de acrescentar a gorjeta ao valor total. Então quando a conta chega eu percebo que estou com pouco dinheiro para pagar a garçonete. Eu peço ajuda para a minha acompanhante e ela ajuda com alguns trocados. Nós conseguimos dar uma gorjeta de 15%“, explicou o rapaz, esclarecendo que o casal gastou 70 dólares (cerca de 250 reais), dando uma gorjeta de 10 dólares para a garçonete — que deveria ser de 14 dólares.

O rapaz, então, revela como viveu uma situação constrangedora ao ser confrontado pela profissional: “Então a garçonete chega a nossa mesa, pega a conta paga e sorri. Um minuto depois ela retorna, sem sorriso, perguntando se algo ruim tinha acontecido ou se o nosso serviço. Isso poderia ter sido um incidente pequeno e contido, mas a garçonete queria que todos soubessem da transgressão porque o volume da voz dela estava alto suficiente para atrair os olhares de todos.

Eu tentei explicar para ela que não havia nada de errado, mas que nós não tínhamos o dinheiro para completar a gorjeta. A garçonete, então, disse: ‘Senhor, eu ficaria ofendida se aceitasse uma quantia pequena como essa. Se você não consegue pagar a gorjeta, eu sugiro que você escolha um estabelecimento mais adequado no futuro’”.

Após a garçonete dar os últimos conselhos, eu e minha acompanhante decidimos ir embora antes de causar uma cena ainda maior. A minha ficante ficou especialmente ofendida – ela trabalha como bartender em um estabelecimento conceituado e disse que se visse algo assim no lugar onde ela trabalha, haveriam problemas“, explica o internauta.

Na sequência, ele revela que entende o lado da mulher: “Eu entendo que ser um garçom pode ser difícil. Especialmente com clientes horríveis, gerentes ruins, baixa remuneração e colegas de trabalho ruins. Eu entendo que ela poderia estar passando por um momento difícil. Mas causar um alvoroço e envergonhar um cliente por causa de uma gorjeta pequena… Ela perdeu dois clientes naquela noite. Eu sei que isso não faz diferença no cenário maior, mas como alguém que trabalhou na indústria dos serviços antes, o boca a boca pode acontecer, tanto para o bem como para o mal. E essa pode ser a diferença entre conseguir pagar o aluguel naquela semana ou não para os seus colegas de trabalho“.

As informações são do Bored Panda.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história compartilhada pelo rapaz? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade