Cinco filmes que o filho de Protógenes Queiroz não vai poder assistir

O deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) anda provocando burburinho nas redes sociais. Tudo porque ele programou-se para ir ao cinema com seu filho de 11 anos, Juan, e teve uma surpresinha não muito agradável. Na hora de escolher o filme, o político possivelmente viu o cartaz bonitinho de “Ted”, que conta a história de […]

O deputado Protógenes Queiroz (PC do B-SP) anda provocando burburinho nas redes sociais. Tudo porque ele programou-se para ir ao cinema com seu filho de 11 anos, Juan, e teve uma surpresinha não muito agradável. Na hora de escolher o filme, o político possivelmente viu o cartaz bonitinho de “Ted”, que conta a história de ursinho de pelúcia, ignorou a classificação indicativa (a fita é recomendada para maiores de 16 anos) e pensou: eis uma agradável matinê.

O longa, claro, não era bem como ele imaginava. De inocente, o ursinho Ted não tem nada. A fita mostra o bicho de pelúcia fumando maconha, xingando e até fazendo sexo.

Resumo da ópera: depois do susto, Protógenes indignou-se e, no domingo (23), xingou muito no Twitter.

Veja algumas se suas postagens e dê boas risadas:

Fiquei chocado e indignado com esse filme. Ele passa a mensagem de que quem consome drogas, não trabalha e não estuda é feliz”

“O filme “TED” não esta apropriado para nenhuma faixa etária. Incentivar o consumo de drogas é crime, usando ainda ícones infantis.”

“Acionarei os meios legais a fim de impedir que o lixo o filme infanto-juvenil “TED” seja exibido nacionalmente e apurar responsabilidades.”

E ele até lançou uma hashtag para quem quiser protestar sobre o assunto:

#foraFilmeTED das telas do cinema brasileiro. Não aceitamos mais esses enlatados culturais americanos no Brasil.”

Para faciliar a vida do deputado, preparamos uma lista com dicas de filme em cartaz que o pequeno Juan não vai poder assistir. Eis, então, a Cinemateca Protógenes:

1)  “O Ditador”

Na trama, o tirano mimado do ator Sasha Baron Cohen envolve-se em casos de prostituição, assassinato, uso de drogas, racismo e muitos outros crimes que levariam o deputado à loucura.

2) “Na Estrada”

Deputado, por favor, não leve seu filho para ver o filme de Walter Salles, inadequado a menores de 16 anos. Cenas de jovens fazendo sexo (são muitas), usando drogas (são muitas) e fugindo de casa fazem com que o longa seja completamente inadequado para Juan.

3) “Os Infiéis”

O nome já diz: o tema central do filme francês é a infidelidade. Vários casos de homens pulando a cerca no relacionamento, portanto. O longa de episódios idealizado pelo ator do Jean Dujardin pode chocar o deputado, já que a promiscuidade rola solta e… sabe como é.

4) “Paraísos Artificiais”

Uma história de amor embalada por drogas sinéticas e festas aparecem à rodo na produção de Marcos Prado. Que não é recomendada para menores de 16 anos, tal como “Ted”.

5)  Totalmente Inocentes


A primeira recomendação para não assistir ao filme é que ele é ruim. Mas, além da qualidade do longa, a trama traz temas inadequados para um garoto de 11 anos. Drogas e traficantes, ainda tudo feito de uma forma cômica. Pode, Arnaldo?

(Pedro Katchborian e Tiago Faria)

+ Pokémon no McLanche Feliz: veja mais seis brindes inesquecíveis
+ Conheça Milena, o novo hit da web

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s