Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Família cancela férias após problema inusitado com cachorro

A mulher de 32 anos de idade e seu marido, Russell Mack, de 35 anos, foram forçados a cancelar a viagem após o acidente

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 fev 2020, 13h56 - Publicado em 23 jul 2018, 17h42

Ella Arundell é uma mulher precavida: quatro dias antes de viajar para Majorca, na Espanha, com a família, ela fez o check-in. Infelizmente, a mãe esqueceu de colocar os passaportes dos filhos num lugar seguro após fazer o procedimento — e o cachorro da família comeu os documentos, impedindo o passeio.

A mulher de 32 anos de idade e seu marido, Russell Mack, de 35 anos, foram forçados a cancelar a viagem após o acidente. O casal, de Winchester, na Inglaterra, investiram 2 500 libras (cerca de 12 000 reais) na viagem que fariam com os três filhos, Erin, de 9 anos de idade, Tilly, de 6 anos, e Harry, de apenas 2 anos de idade. A cocker spaniel Bailey, no entanto, tinha outros planos para a família. 

Foi muito estressante“, desabafou a mulher. A família encontraria com um grupo de amigos na ilha espanhola. “Estava muito tarde quando eu fiz o check-in, então eu deixei os passaportes das crianças de lado“, explicou Ella. Na manhã seguinte, Russell foi verificar o que estava acontecendo com a mascote da família, que estava fazendo barulhos estranhos, quando encontrou os passaportes destruídos: “O Russell subiu as escadas e disse ‘nós não vamos sair de férias’. Eu fiquei arrasada. Eles estavam todos mastigados!“, contou a mãe.

A família passou as próximas 48 horas tentando encontrar uma solução para o problema. Ella tentou grudar os pedaços destruídos dos passaportes, na esperança de que a imigração aceitasse os documentos. “Se os passaportes destruídos fossem os nossos, nós conseguiríamos um novo documento no dia seguinte. Mas como é uma criança com menos de 16 anos, são necessários sete dias úteis“, explicou a mulher.

Após a “pegadinha” de Bailey, a família precisou desembolsar mais 1 000 libras (4 900 reais) para mudar a data da viagem para agosto.

As informações são do The Daily Mail.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história da família? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Continua após a publicidade

Publicidade