Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Bruno Gagliasso chora e ameaça parar de atuar por “censura” em ‘Babilônia’

O ator Bruno Gagliasso não está nada satisfeito com as mudanças de roteiro da novela Babilônia — e deixou isso bem claro ao ganhar numa das categorias do Prêmio Contigo!, que ocorreu nesta segunda (8). O galã desabafou (e até chorou) sobre a censura que a trama recebeu. Babilônia é o maior fracasso da história da Rede Globo no horário das 21h, […]

Por Tatiane Rosset Atualizado em 26 fev 2017, 16h04 - Publicado em 9 jun 2015, 19h08

alx_bruno_chora_original

O ator Bruno Gagliasso não está nada satisfeito com as mudanças de roteiro da novela Babilônia — e deixou isso bem claro ao ganhar numa das categorias do Prêmio Contigo!, que ocorreu nesta segunda (8). O galã desabafou (e até chorou) sobre a censura que a trama recebeu.

Babilônia é o maior fracasso da história da Rede Globo no horário das 21h, o mais nobre das telenovelas. Autores, diretor e atores afirmam que o culpado pelo problema é o público conservador brasileiro — que ficou incomodado com o beijo entre Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg e outras abordagens “pesadas” do folhetim.

+ Nove meses de gestação registrados em vídeo de menos de 2 minutos <3
+ Noivo pede namorada em casamento no meio de um filme de ação

Na trama, Gagliasso interpretava o cafetão da personagem de Sophie Charlotte — mas, nesta nova fase, a garota acabou se tornando a mocinha da trama, transformando o ator em personagem secundário e acabando com algumas cenas que prometiam ser interessantes.

Ao receber o troféu, Gagliasso aproveitou para falar sobre os problemas que a novela está enfrentando. Não agradeceu pela premiação, conquistada por sua atuação na minissérie Dupla Identidade. Primeiro, ele relembrou o folhetim América (2005), novela de Glória Perez em que vivia um homossexual e protagonizaria o primeiro beijo gay da dramaturgia da Globo — cortado de última hora: “Fiz uma novela chamada América e em que fiz um cara que se descobria homossexual durante a novela. Fiz essa novela com muito tesão, muito mesmo. Sou movido a isso. E nessa novela eu gravei o beijo gay no último capítulo, mas uma hora antes de a novela ir ao ar cortaram o beijo e não avisaram às pessoas do elenco. Fiquei muito triste na época. Depois vi o Mateus (Solano, o Félix de Amor à Vida) e torci tanto, sabia que era um grande passo que o Brasil ia dar, e deu“.

+ Disneyland completa 60 anos! Veja o antes e depois em fotos incríveis

Depois, prosseguiu o discurso e ameaçou parar de atuar se a censura aos folhetins continuar: “E hoje, fazendo a mesma novela que a Fernanda, eu vi o beijo gay e não vi mais, isso me deixou muito triste. A gente tem que tomar muito cuidado, porque quem faz arte é movido a paixão, a tesão, a emoção e esse personagem com o qual ganhei o prêmio me motivou por isso, porque ele faz a diferença, transforma. Não vamos dar um passo para trás, estou muito triste, feliz pelo prêmio, mas triste por estar vivendo esse momento. Só vou continuar sendo ator se eu puder transformar e puder fazer, vamos bater o pé. O desabafo é esse. Tenho orgulho desse prêmio e quero continuar tendo orgulho do que eu faço, senão vou parar de fazer“. As informações são do site da Contigo.

Dê sua opinião: O que você achou do desabafo de Bruno Gagliasso? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade

Publicidade