Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Universitário é surpreendido por bilhete após carro amanhecer batido

O jovem de 21 anos revelou que "entrou em pânico" após ver o estrago provocado por um motorista irresponsável

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 22 nov 2018, 17h50 - Publicado em 22 nov 2018, 16h33

O universitário Andre Sipowicz estava saindo de casa na segunda (19) à noite quando notou que o seu Ford Mustang vermelho estava muito danificado. Ao BuzzFeed, o jovem de 21 anos revelou que “entrou em pânico” após ver o estrago provocado por um motorista irresponsável, que bateu no veículo e fugiu da cena sem deixar qualquer mensagem. Até que o rapaz foi surpreendido por um bilhete inesperado.

O pedaço de papel trazia a ilustração de um ônibus com crianças gritando no banco de trás. O desenho foi feito por uma aluna do 6º ano da escola pública Buffalo. “Se você está se perguntando o que aconteceu com o seu carro: o ônibus 449 bateu nele. Ele estaciona aqui todos os dias para me deixar em casa às 7h”, diz o bilhete.

“O que aconteceu? A motorista estava tentando sair da vaga quando bateu no carro. Ela bateu e correu. Ela tentou passar por um espaço apertado e não conseguiu. Eu vi o que aconteceu. Eu sinto muito”, diz a mensagem escrita pela estudante. A aluna também fez uma pequena lista para atualizar Andre sobre todos os fatos.

“Eu achei muito engraçado”, contou o rapaz, apontando o talento da menina para os detalhes do desenho. Aliviado após ter encontrado o bilhete, Andre compartilhou uma foto do carro acidentado e do recado no Twitter na terça (20) pela manhã. “Um salve para o aluno anônimo do 6º ano por ter me poupado alguns milhares de dólares (o ônibus não foi desenhado proporcionalmente)”, escreveu o universitário em um tuíte com mais de 1,1 milhão de curtidas. Confira: 

Continua após a publicidade

A companhia de ônibus que emprega a motorista que cometeu o acidente revelou que já está em contato com o universitário para começar o processo do pagamento do seguro e garantiu que irá arcar com todos os custos do conserto: “As ações da nossa antiga motorista são contra o treinamento da empresa First Student e o que defendemos como uma companhia. Nós começamos o processo para dispensá-la da empresa”.

A aluna do 6º ano responsável pelo bilhete já foi identificada pelos professores — a empresa de ônibus agradeceu a atitude da criança. Agora, Andre quer encontrar com a menina para recompensá-la pelo bilhete.

Continua após a publicidade

Dê sua opinião: E você, o que achou da história do universitário? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Publicidade