Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Bilhete escrito por filho de de Chester Bennington comove fãs

"Ame a vida, porque ela é um 'castelo de vidro'", escreveu o jovem na caneca de café do pai no dia 2 de junho de 2017

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 21 jul 2017, 12h10 - Publicado em 21 jul 2017, 11h30

O vocalista do Linkin Park, Chester Bennington, morreu na manhã desta quinta (20), na Califórnia, Estados Unidos — clique aqui para saber mais. A notícia do suicídio do músico está emocionando muitos fãs e, nesta sexta (21), alguns internautas resgataram um bilhete que o filho do rapaz, Tyler, deixou para o pai no dia 2 de junho. A mensagem foi compartilhada pela mulher de Chester, Talinda Ann Bentley, no Twitter.

Em um post-it colado à caneca do café, o menino de 11 anos de idade escreveu: “Pai, aproveite o seu ensaio ou o que quer que você vá fazer hoje. Ame a vida, porque ela é um ‘castelo de vidro’“, escreveu Tyler, fazendo referência à música Castle of Glass, lançada em 2012 pelo Linkin Park — clique aqui para assistir ao videoclipe. No Twitter, Talinda escreveu a legenda “Nosso Tyler é o melhor”. Confira: 

Mesmo compartilhado há mais de um mês nas redes sociais, o recado adorável da criança chamou atenção dos fãs de Chester. “Não sei o que falar disso, só tô chorando…“, escreveu um internauta brasileiro. Além de Tyler, Chester também era pai de mais cinco filhos: Jaime, Isaiah, Draven, Lily e Lila. Ele e Talinda estavam casados desde 2005.

No que o tabloide The Sun chama como “a última entrevista” de Chester Bennington antes do suicídio, o músico falou sobre sua luta contra as drogas e a depressão: “Eu cheguei em um ponto da minha vida eu que poderia desistir e morrer ou lutar pelo o que eu queria. E eu escolhi lutar pelo o que eu queria. Eu queria ter bons relacionamentos. Eu queria amar as pessoas da minha vida. Eu queria aproveitar o meu trabalho. Eu queria aproveitar ser um pai e ter amigos e apenas levantar da cama pela manhã, porque isso sempre foi uma dificuldade na minha vida“.

A entrevista, que foi feita em maio de 2017, tratava do lançamento do sétimo disco do Linkin Park, chamado One More Light: “É difícil, sabe? Instintivamente, eu quero fazer o rio fluir para eu quero que ele flua e eu quero que a água acalme quando eu quiser. É preciso muita paciência para deixar acontecer. E eu sinto que é nesse ponto que eu estou na vida. Eu vou focar no que está acontecendo agora e aproveitar o melhor de cada situação, não importa qual seja. Eu não vou questionar ou analisar, porque isso vai me levar de volta aos meus comportamentos antigos onde eu estou tentando controlar tudo” — clique aqui para saber mais sobre a conversa.

  • Dê sua opinião: E você, o que achou do recado do filho de Chester Bennington? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade