Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

BBB 21: Filha de Pocah, de 5 anos, sofre ataques racistas na internet

Ofensas aconteceram após briga entre a cantora e Juliette; perfil da paraibana diz que torcidas alheias se passam por fãs dela

Por Redação VEJA São Paulo 20 abr 2021, 12h11

A filha de Pocah, que participa do BBB 21, foi alvo de ataques racistas na internet. Os administradores das redes sociais da cantora expuseram e repudiaram as mensagens recebidas após uma briga entre ela e Juliette.

“É louco pensar que essas mensagens, direcionadas a uma criança de 5 anos, são motivadas exclusivamente porque a mãe dela resolveu… votar em um jogo de votação, né? O que está acontecendo no mundo? O que está acontecendo com as pessoas?”, diz o texto publicado no perfil de Pocah, que informa que medidas judiciais serão tomadas.

“Racismo! Crime! Um crime sendo cometido sob os nossos olhos por contrariar os gostos de um público de Reality show. Desumano! Imoral! Independente de torcida X ou Y, de emoji, ou o que quer que seja. O que está em jogo aqui é o conteúdo cerimonial das mensagens. E as medidas legais serão tomadas.”

O perfil de Juliette também se posicionou contra os ataques racistas. “Papo rapidinho aqui: reta final, 15 dias para o fim do BBB. Veremos de tudo. Mas continuaremos sem aceitar ver, e repudiando veementemente, qualquer ataque que incite ódio, ou seja, crime. Isso é um jogo, existem limites. Atacar a filha de Pocah é um absurdo.”

Mais tarde, os adms de Juliette também disseram que existem pessoas se passando por fãs da sister para prejudicá-la no reality. “Tem dezenas de prints de torcida alheia combinando de se passar por cacto e fazer esses ataques, o que é 100% lamentável. Mas nossa mensagem é sobretudo para dizer que repudiamos qualquer ataque, e crime, à Vitória e à família de qualquer participante.”

View this post on Instagram

A post shared by POCAH (@pocah)

Continua após a publicidade

Publicidade