Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Colégio toma atitude para ajudar crianças que não têm o que comer

A ideia é entregar os produtos embalados para alunos que enfrentam dificuldades nutricionais

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 8 abr 2019, 18h42 - Publicado em 8 abr 2019, 17h27

O desperdício de comida é um enorme problema em todo o mundo. Apenas nos Estados Unidos, mais de 1/3 dos alimentos produzidos são desperdiçados. Anualmente, o país americano joga no lixo 50 milhões de toneladas de comida. Um colégio em Indiana, no entanto, quer mudar essa realidade com uma atitude simples e que, ao mesmo tempo, ajuda famílias carentes: a instituição firmou uma parceria para garantir que a comida do refeitório seja encaminhada para crianças que não têm o que comer em casa.

A Elkhart Community Schools está trabalhando com a ONG Cultivate para embalar porções de comida do que resta do refeitório após o almoço das crianças. A ideia é entregar os produtos embalados para alunos que enfrentam dificuldades nutricionais em casa. Os estudantes recebem café da manhã e almoço nas instituições de ensino, mas o programa está garantindo que eles também tenham uma refeição balanceada em suas residências.

Até o momento, 20 alunos estão recebendo benefício. Toda sexta-feira, os alunos levam consigo oito refeições congeladas. “É normal que se cozinhe a mais nas cafeterias e lanchonetes dos colégios. Nós apenas aproveitamos as comidas bem preparadas pelas merendeiras, combinamos com alguns outros elementos e preparamos refeições individuais”, explica Jim Conklin, da Cultivate.

Continua após a publicidade

A ONG marca presença no colégio de Indiana três vezes por semana para aproveitar as receitas usadas no refeitório. Após a repercussão da história, a organização espera que o programa espalhe para outras escolas da região. Eles também esperam conscientizar o público sobre o desperdício de comida nos Estados Unidos. As informações são do Bored Panda

Dê sua opinião: E você, o que achou da iniciativa? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Publicidade