Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe nota aparição misteriosa ao ver clique de apartamento no Google

Elaine se mudou com os filhos para outro endereço e, após anos sem pensar na residência, decidiu olhar fotos do antigo endereço na internet

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 fev 2020, 13h48 - Publicado em 31 ago 2018, 18h06

A filha de Elaine McMonagle, 31 anos, costumava contar para a mãe uma história simples, mas também insólita: segundo ela, um menino aparecia para ela, pulando em sua cama. A mulher acreditava que a visão da pequena Hailey não passava de um amigo imaginário.

As histórias são de cinco anos atrás, quando a menina tinha apenas 3 anos de idade e a família morava em um apartamento em Alexandria, na Escócia. A mulher ficou assustada após uma “descoberta” sobre o antigo endereço.

Elaine, que é mãe de outras duas crianças além de Hailey, se mudou com os filhos para outro endereço e, após anos sem pensar na residência, decidiu buscar na internet fotos do antigo apartamento. A imagem que assustou a mulher? A do “fantasma de um garotinho” olhando pela janela, momento que foi registrado por cliques fotográficos. As fotos do antigo apartamento foram encontradas no Google Street View.

O clique foi feito um ano antes da mudança da família. No registro do Google, o que parece ser um jovem garoto aparece espiando pelas cortinas. “Hailey sempre falava sobre um garotinho e um homem que viviam na nossa casa e isso sempre me assustou. O menino se chamava Johnny e costumava pular na cama com ela. Eu atribuí as aparições a amigos imaginários, para não ficar assustada”.

“Eu decidi olhar o Google Maps, por nostalgia, e percebi que as fotos do Google Street View foram feitas um anos antes de eu me mudar”, contou a mulher. Ela também relembrou algumas atividades suspeitas vividas no apartamento: “Nós chegávamos em casa e a luz do banheiro sempre estava acesa. Havia papel espalhado pela casa e os brinquedos da minha filha tinham feito a viagem do quarto da minha filha até a sala”. A família também sentia muito cheiro de musco, um aroma que ia e vinha sem padrão.

Elaine acredita que este não é o primeiro encontro que teve com algum efeito sobrenatural: “Eu cresci morando com a minha mãe e avós em uma casinha onde sempre aconteciam coisas estranhas — uma sensação de que seu cabelo estava sendo tocado, sentir a respiração de alguém, mas sem ver ninguém por lá”, relembrou.

As informações são do The Daily Mirror.

Dê sua opinião: E você, o que achou da história de Elaine? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade
Publicidade