Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Aos 75 anos, Betty Faria revela batalha contra uma doença incurável em entrevista a Pedro Bial

Já conhecida por fazer declarações polêmicas, a atriz Betty Faria abriu o coração durante uma entrevista ao Programa do Bial, exibido pela GNT. + Piada de Fátima Bernardes sobre casamento intriga espectadores do ‘Encontro’ + Ticiane Pinheiro e César Tralli terminam namoro Em quase uma hora de programa, Betty e Bial conversaram sobre drogas, saúde, morte e […]

Por VEJA SP Atualizado em 25 fev 2017, 21h37 - Publicado em 17 out 2016, 17h24

betty-faria

Já conhecida por fazer declarações polêmicas, a atriz Betty Faria abriu o coração durante uma entrevista ao Programa do Bial, exibido pela GNT.

+ Piada de Fátima Bernardes sobre casamento intriga espectadores do ‘Encontro’
+ Ticiane Pinheiro e César Tralli terminam namoro

Em quase uma hora de programa, Betty e Bial conversaram sobre drogas, saúde, morte e religião. Emocionada, a atriz falou sobre uma longa batalha contra a artrite reumatoide, doença incurável que ataca as articulações e lembrou também a perda do amigo José Wilker, em 2014.

“O budismo tem uma coisa assim: dos quatro sofrimentos da vida ninguém escapa. Nascimento, doença, velhice e morte. Então, eu tenho uma doença que não tem cura, que é artrite reumatoide, autoimune. Mas que sacanagem o corpo fez. Se é autoimune, o corpo fez. Se o corpo fez, como é que não desfaz? Ainda não descobriram”, desabafou.

Questionada sobre sua relação com as drogas, Betty protestou contra o que chamou de “hipocrisia” sobre a maconha. Hoje com 75 anos, ela lembrou que milita pela descriminalização da droga há mais de duas décadas.“Eu gosto de maconha, acho que não tem efeito nenhum. É uma mentira dizer que mexe com memória, porque eu fumei muita maconha e nunca tive problema de memória”, comentou. alfinetando colegas de profissão:“e colegas que tomam remédio para dormir, na hora de gravar, não sabem o texto”, finalizou.

“Nos dois últimos anos perdi meus melhores amigos. Ninguém mais fala do Wilker. E Claudio Marzo, avô da minha neta querida mais velha, meu amigo de vida toda? E Hugo Carvana? E Roberto Talma? As pessoas não falam mais”, disse.

O papo dividiu opiniões nas redes sociais. Muitos espectadores elogiaram a atriz pela sinceridade e coragem em opinar sobre o ainda tabu na televisão, outros, não gostaram nem um pouco das declarações.

Confira a repercussão:

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade