Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Ana Hickmann desabafa sobre novo julgamento de cunhado

Gustavo Corrêa é acusado de homicídio doloso por ter atirado em fã que promoveu atentado contra apresentadora em 2016

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 15 ago 2019, 11h45 - Publicado em 15 ago 2019, 11h00

A apresentadora da Record TV Ana Hickmann desabafou nesta quinta-feira (15) sobre o novo julgamento de seu cunhado, Gustavo Corrêa, acusado de homicídio doloso.

Em maio de 2016, ela sofreu um atentado por parte de um fã, chamado Rodrigo Augusto de Pádua. O rapaz foi morto por Corrêa com três tiros após ter invadido o quarto de hotel onde a apresentadora se hospedava. No local, estavam Ana, Corrêa e sua mulher, Giovanna Oliveira.

Corrêa será julgado em segunda instância no dia 10 de setembro. Em entrevista exclusiva ao SBT, a apresentadora comentou sobre a decisão da Justiça. “Gustavo não salvou só a minha vida, mas a própria vida. Da Giovanna. Da nossa família”, afirmou.

Em 2018, Corrêa havia sido absolvido. Mas o Ministério Público recorreu da decisão. Por isso, ele será julgado em segunda instância.

“Aquilo foi uma pessoa que queria muito mal da minha família. E conseguiu. Não tirou nossa vida, como ele tinha planejado, mas conseguiu trazer muita tristeza, muito problema, muita falta de sono”, contou Ana ao SBT. “Mesmo já tendo sido provado, comprovado, a juíza ter entendido que foi legítima defesa, tem uma pessoa que continua apontando e achando que não está certo. Por quê? Eu não entendo.”

Continua após a publicidade
Publicidade