Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Afegã que ficou mundialmente famosa em capa de revista é presa no Paquistão

A menina afegã que ficou famosa após aparecer na capa da revista National Geographic em 1985 foi detida por uso de documentos falsos nesta quarta-feira (26), no Paquistão. A informação é da agência de notícias France Press. No famoso registro do fotógrafo Steve McCurry, a garota de face expressiva e olhos intensamente verdes tinha por […]

Por Andreza Monteiro - Atualizado em 25 Feb 2017, 21h31 - Publicado em 26 Oct 2016, 11h47
Sharbat Gula foi fotografada em 1985 e 2002 para a "National Geographics" (Fotos: Steve McCurry)

Sharbat Gula foi fotografada em 1985 e 2002 para a “National Geographic” (Fotos: Steve McCurry)

A menina afegã que ficou famosa após aparecer na capa da revista National Geographic em 1985 foi detida por uso de documentos falsos nesta quarta-feira (26), no Paquistão. A informação é da agência de notícias France Press.

No famoso registro do fotógrafo Steve McCurry, a garota de face expressiva e olhos intensamente verdes tinha por volta de 12 anos, na época. Hoje, a afegã Sharbat Gula tem 44 anos e ainda vive em um campo de refugiados no Paquistão.

Segundo a Agência de Investigação Federal do Paquistão, Sharbat estava de posse de um documento de identidade paquistanês, porém, como não é nascida no país, a prática não é permitida perante a lei. Ela ainda teria conseguido o mesmo documento de identidade para dois filhos após subornar funcionários do órgão federal.

Continua após a publicidade
Foto divulgada pela Agência Federal de Investigação do país (HO / AFP)

Foto divulgada pela Agência de Investigação Federal do país (HO / AFP)

A refugiada ficará detida em uma prisão para mulheres, segundo as autoridades, onde aguardará decisão do tribunal. Sharbat poderá pegar pena de até sete anos pelo crime.

Em 2002, o fotógrafo McCurry voltou a encontrar com Sharbat e a fotografou novamente para a capa da National Geographic. Na ocasião, o profissional descobriu que a mulher, que então tinha 30 anos, não sabia que seu rosto tinha se tornado internacionalmente conhecido quando era apenas uma adolescente.

Publicidade