Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Poder SP - Por Sérgio Quintella Sérgio Quintella é repórter de cidades e trabalha na Vejinha desde 2015

Prefeitura finalmente dá aval para a reforma do Pacaembu

Último entrave, uma ação movida pela associação de moradores vizinhos, foi derrubado na semana passada

Por Sérgio Quintella 29 jun 2021, 07h27

Quase dois anos depois da assinatura do contrato entre a prefeitura e a concessionária Allegra Pacaembu, a gestão municipal autorizou nesta terça-feira (29) o início das obras do complexo esportivo Paulo Machado de Carvalho, no Pacaembu. A liberação foi publicada no Diário Oficial do Município. Pela manhã, o prefeito Ricardo Nunes estará no local para uma visita.

O principal ponto da reforma será a destruição da arquibancada conhecida como tobogã para a construção, no lugar, de um edifício comercial, destinado a escritórios e restaurantes. As novidades foram mostradas em primeira mão por Vejinha em julho de 2019. A derrubada da estrutura, com capacidade para 10 000 pessoas, foi questionada na Justiça sucessivas vezes pela Associação Viva Pacaembu. A alegação é que o espaço é tombado juntamente com o complexo e não poderia ser derrubado.

A ação judicial foi julgada improcedente no último dia 18 de junho pelo desembargador Spoladore Dominguez, a 13ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. 

Croqui da construção de futuro prédio no Pacaembu, onde hoje está o tobogã
O projeto prevê a retirada do tobogã Sol Camacho/Escritório Raddar/Veja SP

 

Continua após a publicidade

Publicidade