Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Poder SP - Por Sérgio Quintella Sérgio Quintella é repórter de cidades e trabalha na Vejinha desde 2015

Lula pede cadeia e 50 000 reais para homem que o ameaçou em vídeo

Em gravação, José Sabatini aparece armado e chama ex-presidente de "vagabundo"

Por Sérgio Quintella Atualizado em 23 abr 2021, 12h32 - Publicado em 23 abr 2021, 11h57

Em dois processos, um cível e outro criminal, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva pede uma indenização de 50 000 reais e a condenação por calúnia de um homem que o xingou e o ameaçou. Em março passado, o empresário José Sabatini (70), de Arthur Nogueira, no interior paulista, gravou um vídeo em que aparece armado e efetuando vários disparos contra um alvo. Na gravação, Sabatini  acusa Lula de desviar 84 bilhões de reais de um fundo de pensão dos trabalhadores. Além disso, fala que não deixará o ex-presidente transformar o Brasil numa Venezuela. “Você vai ter probrema [sic], hein, cara?”.

Na petição que pede indenização de 50 000 reais por danos morais, os advogados do petista querem que o homem seja proibido de fazer novas ameaças. “Por essas razões, em razão da inquestionável intenção do requerido em ofender a honra e a imagem do requerente, sobretudo por se tratar de sua integridade física e moral, o requerente propõe a presente ação indenizatória, cumulada com pleito de obrigação de não fazer, a fim de impedir que o requerido promova novas ofensas e/ou dê continuidade à propagação do conteúdo.

Na ação criminal, a defesa do ex-presidente diz que o vídeo fala por si. “É nítida, portanto, a intenção de proferir ofensas e de propagá-las. Ou seja, houve a livre, plena e consciente intenção de realizar o ato ilícito praticado. Em virtude disso, o querelante pretende o provimento judicial a fim de que a característica punitiva e didática do Direito Penal alcance a conduta que lhe ofendeu”.

Nos dois casos, o homem que proferiu as palavras contra Lula ainda não foi citado pela justiça.

Confira abaixo a transcrição das falas dirigidas ao ex-presidente Lula.

“Pessoal, Lula, seu filho da puta, quero dar um recado pra você, tá. Hoje é sábado, dia 13 de março, presta atenção no recado que eu quero dar pra você, seu vagabundo. Se você não devolver os R$ 84 bilhões que você roubou do fundo de pensão dos trabalhador [sic], você vai ter probrema [sic], hein, cara, você vai ter probrema [sic]. Outro recado, não tenta transformar o meu país numa Venezuela, eu vou derramar meu sangue, mas eu vou lutar pelo meu país. Não tenta, viu, tá entendendo o recado? Eu tô sendo claro com você? A minha parte eu vou fazer. Não admitirei você transformar o meu país numa Venezuela. Você vai ter probrema [sic], hein, cara. Valeu?!”, diz o homem.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade