Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Poder SP Por Sérgio Quintella Sérgio Quintella é repórter de cidades e trabalha na Vejinha desde 2015

De criador da “Martaxa” a tio de Covas: quem não se reelegeu na Câmara

Dos atuais 55 vereadores, vinte não estarão no Palácio Anchieta no ano que vem

Por Sérgio Quintella Atualizado em 16 nov 2020, 17h04 - Publicado em 16 nov 2020, 16h58

A taxa de renovação da Câmara Municipal em 2021 será de 40%. Dos atuais 55 vereadores, vinte não se reelegeram, dos quais cinco não concorreram. O índice é o mesmo de quatro anos atrás. Entre os que disputaram as eleições mas não obtiveram votos suficientes para mais um mandato estão nomes de visibilidade, como José Police Neto (PSD), Soninha Francine (Cidadania), Mário Covas Neto (Podemos), Daniel Annenberg (PSDB) e Dalton Silvano (DEM).

Silvano, no sexto mandato, ganhou notoriedade no início da carreira, durante a gestão de Marta Suplicy, então no PT, entre 2001 e 2004. Foi da boca dele que saiu pela primeira vez o apelido “Martaxa”, em virtude da criação de tributos. Nesta eleição, obteve pouco mais de 15 000 votos. Outro que também não obteve sucesso foi Daniel Annenberg. Eleito em 2016 com 36 000 votos, passou boa parte do mandato atuando como secretário municipal de Inovação e Tecnologia. Voltou à Câmara em abril do ano passado. Também alcançou apenas 15 000 votos.

Mário Covas Neto, filho do ex-governador Mário Covas e tio do atual prefeito paulistano, tinha como objetivo ser presidente da Câmara a partir de 2017. Para isso, trazia na bagagem 75 000 votos, um dos maiores índices do PSDB. Mas a ideia foi atropelada pelo acordo de Milton Leite (DEM) com o então prefeito João Doria. Após a ocasião, Covas Neto deixou o partido e se mudou para o Podemos. Em 2020, obteve apenas 10 000 votos,

Confira abaixo quem não foi reconduzido ao mandato:

  • Adriana Ramalho (PSDB)
  • Caio Miranda (DEM)
  • Dalton Silvano (DEM)
  • Daniel Annenberg (PSDB)
  • Gilson Barreto (PSDB)
  • José Police Neto (PSD)
  • Mário Covas Neto (Podemos)
  • Noemi Nonato (PL)
  • OTA (PSB)
  • Cláudio Fonseca (Cidadania)
  • Quito Formiga (PSDB)
  • Reis (PT)
  • Rodrigo Fonseca (Novo)
  • Soninha Francine (Cidadania)
  • Souza Santos (Republicanos)
  • Toninho Paiva (PL)
  • Zé Turin (Republicanos)

Celso Jatene (PL), Claudinho de Souza (PSDB), Gilberto Natalini (sem partido), Patrícia Bezerra (PSDB) e Ricardo Nunes (MDB) não concorreram à reeleição.

 

Continua após a publicidade
Publicidade