Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Alessandra Rodrigues - Nutrição e Bem-Estar Por Blog

Açúcar vicia?

Você sabia que o açúcar vicia? Não é mito, é comprovado cientificamente: quanto mais você consome, mais o seu organismo precisa. Diminuir a quantidade ingerida ajuda a reduzir a vontade que sentimos de comer aquele docinho — uma vontade muito frequente para algumas pessoas. Em um artigo, ficou comprovado que o açúcar pode ser oito vezes […]

Por VEJA SP Atualizado em 26 fev 2017, 21h00 - Publicado em 9 set 2014, 10h35

363

Você sabia que o açúcar vicia? Não é mito, é comprovado cientificamente: quanto mais você consome, mais o seu organismo precisa. Diminuir a quantidade ingerida ajuda a reduzir a vontade que sentimos de comer aquele docinho — uma vontade muito frequente para algumas pessoas.

Em um artigo, ficou comprovado que o açúcar pode ser oito vezes mais viciante que a cocaína — ele, inclusive estimula a mesma região do cérebro que a cocaína. O estudo mostra que uma refeição com algo índice glicêmico e rica em açúcares causa aumento da fome e estimula regiões do cérebro que estão associadas a recompensa e desejo no período pós-prandial (ou seja, após a refeição).

O cuidado, no entanto, deve ser redobrado: o açúcar não está presente apenas no açucareiro e doces em geral, mas também em pães, refrigerantes e outros produtos encontrados na sua geladeira. Uma lata de refrigerante, por exemplo, tem em torno de 2 colheres de sopa do ingrediente, o dobro do limite recomendado para mulheres.

Equilíbrio é a palavra que mais se aplica neste caso: consumo esporádico e em pequenas doses não gera problema, mas a ingestão constante pode, sim, trazer grande prejuízos para o seu futuro.

Continua após a publicidade
Publicidade