Clique e assine por apenas 6,90/mês
Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e dos tragos. Escrito por Saulo Yassuda

O que você faz com rolhas de vinho usadas?

Em vez de jogar fora um material tão nobre, descubra uma ação proposta pelo Grupo Pão de Açúcar

Por Saulo Yassuda - Atualizado em 31 Jul 2019, 10h08 - Publicado em 30 Jul 2019, 17h47

O que você faz com as rolhas depois de beber toda a garrafa de vinho? Joga no lixo? Ou preenche um quadro decorativo de gosto duvidoso?

As rolhas são feitas de cortiça, material retirado da casca do sobreiro, uma árvore que se dá bem no clima mediterrâneo. Para estar pronto, o tronco precisa ter ao menos 25 anos de vida e, depois de “descascado”, leva no mínimo dez anos para se regenerar e estar preparado para produzir mais rolhas. O principal produtor no mundo é Portugal.

Uma dica para quem mora em São Paulo é que a loja Pão de Açúcar Adega (Rua Augusta, 2710, Jardim Paulista) tem agora dois coletores de rolha, com capacidade para até 2 mil unidades cada um. Lembrando que são dedicados a rolhas feitas de cortiça, não sintéticas nem as simpáticas tampinhas de rosca, muito conhecidas pelo nome em inglês screw caps.

Coletor de rolhas na loja Pão de Açúcar Adega Divulgação/Divulgação

Os descartes serão doados à Corticeria Paulista, de Jundiaí, que fabrica produtos como sapatos e quadros de avisos com o produto. “É um produto supernobre que vai ao lixo”, diz o diretor comercial Norberto Vargas Coelho.

Continua após a publicidade

A empresa, que já recolhia rolhas de eventos como o Wine Weekend, está negociando também resgatar o material de algumas vinícolas da Serra Gaúcha.

Quer mais dicas? Siga minhas novidades no Instagram @sauloy.

E para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha. É só clicar aqui.

Publicidade