Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Notas Etílicas Por Saulo Yassuda Dicas, novidades e observações do mundo dos bares e das bebidas

Jéssica Sanchez deixa o Copacabana Palace e lança drinques em São Paulo

Jéssica Sanchez é paulista. Nasceu em São Caetano do Sul, no ABC, e cresceu na Zona Leste. Mas foi a cidade do Rio de Janeiro que a abraçou como bartender. Na atual sede da Olimpíada, onde está desde 2012, ela toca há quase dois anos os bares do mítico hotel Copacabana Palace, entre eles o do restaurante asiático Mee. […]

Por Saulo Yassuda Atualizado em 26 fev 2017, 10h52 - Publicado em 11 ago 2016, 01h35
A bartender Jessica Sanchez: agora ex-Copacabana Palace (Foto: Felipe Fittipaldi)

A bartender Jéssica Sanchez: de saída do Copacabana Palace (Foto: Felipe Fittipaldi)

Jéssica Sanchez é paulista. Nasceu em São Caetano do Sul, no ABC, e cresceu na Zona Leste. Mas foi a cidade do Rio de Janeiro que a abraçou como bartender. Na atual sede da Olimpíada, onde está desde 2012, ela toca há quase dois anos os bares do mítico hotel Copacabana Palace, entre eles o do restaurante asiático Mee.

+ Recreo é o novo bar dos Jardins

Mas, atenção, Jéssica está de saída. Serve o último coquetel no hotel no dia 30 de agosto. “Vida em hotelaria é muito corrida. Você tem que trabalhar 24 horas por dia, sete dias por semana. Quero dar prioridade para minha filha”, justifica. Sophia, a filhota, tem 4 meses de vida.

A profissional não pretende deixar suas coqueteleiras no armário. Pelo contrário. Está cheia de projetos, inclusive em terras paulistanas. É a consultora da nova unidade do badalado japonês Nakka, com matriz no Itaim Bibi. O restaurante deve ser aberto até outubro no número 811 da Rua Padre João Manuel, no Jardim Paulista. “No novo endereço, você já vai ver o bar logo de primeira, com banquinhos, o que não existe na outra casa”, diz.

O restaurante japonês Nakka, no Itaim Bibi: uma filial vem aí (Foto: Lucas Lima)

O restaurante japonês Nakka, no Itaim Bibi: a filial vem aí (Foto: Lucas Lima)

Continua após a publicidade

“Farei uma carta autoral muito fresca e em harmonia com o cardápio”, continua. Entre as criações, devem pintar um moscow mule (drinque de vodca e limão) aromatizado com capim-santo e um sour de shochu, destilado japonês, com (surpresa!) rabanete. “O paulistano está começando a se importar mais com coquetelaria em restaurantes”, acredita o sócio Roberto Nakamori. “O menu de comidas continuará idêntico”, completa.

TRABALHO NO RIO

A base de Jéssica continuará a ser o Rio, onde permanecerá na labuta. Vai cuidar da reabertura da lendária boate Hippopotamus, sucesso do empresário Ricardo Amaral nos anos 70 e 80, prevista para o início do outubro em Ipanema. A bartender também vai trabalhar no conjunto de bares e restaurantes do Vogue Square, na Barra. Esse complexo com academia, quadras de tênis, escritórios e estabelecimentos gastronômicos deve começar a funcionar no início de setembro.

A tarefa de Jéssica é contratar a brigada e cuidar da padronização das bebidas. Uma das casas do espaço será um restaurante japonês do chef Shin Koike, do Sakagura A1, no Itaim Bibi. Outro destaque é o bar de coquetéis tocado pela própria Jéssica com o nome provisório de Coquetel. “A equipe inteira será composta de bartenders, desde a hostess ao garçom. Trabalharão em sistema de revezamento”, planeja.

SAULO YASSUDA (@sauloy)

+ Concha y Toro lança nova safra do Don Melchor

Continua após a publicidade
Publicidade