Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Na Plateia Tudo sobre teatro

Versão nacional de ‘Sal’ é encenada em uma banheira

A transmissão da peça é on-line e gratuita com sessões até o dia 12 de agosto

Por Saulo Yassuda Atualizado em 23 jul 2021, 01h29 - Publicado em 23 jul 2021, 06h00

Um compilado de cartas que falam de paixões forma o livro Está Ficando Tarde Demais, do italiano Antonio Tabucchi. uma das missivas serve de base para Sal, peça do grupo Odin Teatret, do italiano Eugenio Barba. A versão nacional da montagem foi idealizada pelo produtor Alexandre Brazil e ganha formato audiovisual, gravado e editado. Da banheira da própria residência, a atriz Christiane Tricerri (foto), também responsável pela direção, dá vida à mulher que viaja em busca de um amado desaparecido (40min). 14 anos.

Sympla (sympla.com.br). Seg. a sáb., 21h. Dom., 17h30 e 21h. Não haverá sessões desta sex. (23) a dom. (25). Grátis. Até 12 de agosto.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 28 de julho de 2021, edição nº 2748

  • Continua após a publicidade
    Publicidade