Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Na Plateia Tudo sobre teatro

Anônimo Muitas Vezes Foi Mulher tem mais dois monólogos femininos

Os monólogos desta e da próxima semana podem ser assistidos gratuitamente

Por Saulo Yassuda Atualizado em 9 jul 2021, 12h48 - Publicado em 9 jul 2021, 06h00

A mostra Anônimo Muitas Vezes Foi Mulher, que começou com Criatura, uma Autópsia, de Bruna Longo, segue nesta e na próxima semana com mais duas peças gravadas no Espaço Cia. da Revista:

Inventário

Internada em uma instituição psiquiátrica, Camille Claudel (1864-1943) acerta as contas com o passado. A artista plástica francesa interpretada por Erica Montanheiro, que assina a dramaturgia, revive episódios de sua vida e, nas memórias, recebe a visita de afetos e desafetos. Direção de Eric Lenate (60min). 14 anos. Sympla (sympla.com.br). Sex. (9) e sáb. (10), 21h. Dom. (11), 19h. Grátis.

Quebra-Cabeça

Mulher de vestido claro sentada no palco lendo um cartão.
Camila dos Anjos: monólogo sobre narra sua própria trajetória Danilo Apoena/Divulgação

No monólogo, Camila dos Anjos, com uma bonita carreira nos palcos e que, no fim dos anos 90, integrou o seriado Sandy & Junior, da Globo, narra sua trajetória de artista, desde a infância, de forma quase documental (60min). 14 anos. Sympla (sympla.com.br). Sex. (16) e sáb. (17), 21h. Dom. (18), 19h. Grátis.

 

Mais datas

O trio de peças terá mais datas no futuro. Em agosto, pela plataforma do Teatro João Caetano no Sympla, será possível assistir a Criatura, uma Autópsia nos dias 13, 14 e 15 de agosto. Inventário terá exibição em 20, 21 e 22 de agosto e Quebra-Cabeça, em 27, 28 e 29 de agosto. Em setembro, também haverá apresentações pelo Teatro Alfredo Mesquita via Sympla. 

 

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 14 de julho de 2021, edição nº 2746

  • Continua após a publicidade
    Publicidade