Morre DJ Mauro Borges, ícone da cena noturna paulistana

O artista foi um dos representantes da cena clubber paulistana

Nome forte da noite paulistana, o DJ Mauro Borges morreu nesta sexta-feira (31), aos 56 anos. A causa ainda não foi confirmada. Borges  marcou presença em diversas fases da das baladas da cidade, especialmente na cena LGBT. Nos últimos anos, discotacou em baladas como A Lôca e Bubu Lounge Disco, entre muitas outras.

Borges despontou como DJ no fim da década de 80, na capital, na casa noturna Nation Disco Club, na Rua Augusta. Na época, ele também era vocalista da banda Que Fim Levou Robin?. Nos anos 90, foi sócio do Massivo e se tornou uma das figuras mais representativas do movimento clubber na cidade.

Chegou a ter seu seu próprio espaço, Disco Fever, em 1997, embalado por discotecagens de pop, disco e techno. Entre suas marcas registradas, além do bom-humor, estavam tocar sem camisa e incluir, ao seu lado, gogo boys e girls nos pickups.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s