Duda Beat canta as sofrências em tempos modernos

Cantora apresenta as faixas do disco Sinto Muito

Depois de uma sequência de desilusões amorosas, a pernambucana Duda Beat abriu mão da medicina e apostou nas composições da sofrência. Com um som vibrante que mistura reggae, dub, pop e brega, a moça dá voz às trapalhadas românticas em tempos modernos, que por vezes ganham uma visão bem-humorada. Bixinho, a faixa do disco Sinto Muito que a projetou, fala sobre os casos passageiros e a tentativa de desapego. Bédi Beat e Parece Pouco questionam o crush que não ligou mas ainda se faz presente: “Que tipo é o seu amor?”, pergunta. Já na soturna Egoísta, é ela quem conquista confiança suficiente para dominar a relação.

Sesc Belenzinho. Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho, informações 2076-9700. Sexta (31) e sábado (1º), 21h30. R$ 20,00.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s