Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Mariana Barros - Morar em SP Por Blog

Memorial do Big Mac

Dizem que não existe ex-gay. Também dizem que não existe ex-McDonald’s. Mas São Paulo é uma cidade tão única que aqui é possível achar as duas coisas. Há anos o edifício que um dia abrigou uma das lojas da rede de fast food permanece fechado e inativo, ocupando alguns dos metros quadrados mais caros da […]

Por admin Atualizado em 27 fev 2017, 11h18 - Publicado em 8 mar 2013, 14h07

O ex-McDonalds da Rua Doutor Mario Ferraz (à esq.), no Itaim Bibi, há anos à espera de um destino (Fotos Mariana Barros)

Dizem que não existe ex-gay. Também dizem que não existe ex-McDonald’s. Mas São Paulo é uma cidade tão única que aqui é possível achar as duas coisas. Há anos o edifício que um dia abrigou uma das lojas da rede de fast food permanece fechado e inativo, ocupando alguns dos metros quadrados mais caros da cidade. A antiga unidade do McDonald’s da Rua Doutor Mario Ferraz, no Itaim Bibi, tem se mantido ali do mesmo jeitinho há pelo menos uns cinco anos, com direito até mesmo a pintura no chão ainda indicando a entrada do drive-thru. O prédio fica no quadrilátero formado pelas avenidas Cidade Jardim, Faria Lima e  Marginal Pinheiros e a Rua Tucumã, área de endereços residenciais caríssimos. Pontos comerciais bacanas também dão as caras por ali, como o Empório Santa Maria e o restaurante Eñe. Por que raios então a ex-lanchonete permanece fechada?

 

Entrada do drive-thru permanece marcada no chão

A coisa fica ainda mais curiosa se considerarmos que, nos últimos anos, toda a extensão da Avenida Cidade Jardim, desde a Faria Lima até a Marginal, tem sido vorazmente disputada pelo mercado imobiliário. A Cushman & Wakefield está locando um enorme edifício comercial na calçada oposta. Já a construtora São José, uma das principais forças locais, tem dois gingantescos canteiros de obras ali ao lado. Vamos ver até quando esse memorial do Big Mac permanecerá de pé.

Continua após a publicidade

Publicidade