Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Tudo Sobre Cinema

Por que a atriz mirim de ‘Independence Day’ não retornou na sequência do filme?

Talvez você não tenha percebido que, ao assistir Independence Day – O Ressurgimento, a atriz que faz a filha do presidente Whitmore (Bill Pullman) não é a mesma que interpretou a personagem quando criança. Ok, Independence Day completou vinte anos de lançamento e, claro, ninguém é obrigado a lembrar da pequena Mae Whitman. Mas ela já […]

Por Miguel Barbieri Jr. Atualizado em 26 fev 2017, 11h17 - Publicado em 4 jul 2016, 20h33

Talvez você não tenha percebido que, ao assistir Independence Day – O Ressurgimento, a atriz que faz a filha do presidente Whitmore (Bill Pullman) não é a mesma que interpretou a personagem quando criança. Ok, Independence Day completou vinte anos de lançamento e, claro, ninguém é obrigado a lembrar da pequena Mae Whitman.

Mae Whitman  em cena do primeiro Independence Day

Mae Whitman em cena do primeiro Independence Day

Mas ela já fazia um certo sucesso duas décadas atrás – atuou, por exemplo, com Meg Ryan e Andy Garcia em Quando um Homem Ama uma Mulher, e com George Clooney em Um Dia Especial. Mae tinha menos de 10 anos à época e, ao contrário de outros atores mirins, conseguiu fazer uma boa transição da infância para adolescência e, então, para a vida adulta. A pergunta que não quer calar é: por que Mae Whitman não voltou à sequência de Independence Day, já que outros astros como Jeff Goldblum, Bill Pullman e Viviva A. Fox retornaram?

Mae estaria com a carreira em declínio? Não parece. A atriz trabalhou, por exemplo, em filmes como Scott Pilgrim Contra o Mundo, D.U.F.F. e As Vantagens de Ser Invisível, além de seriados, a exemplo de Parenthood. Mae, inclusive, faz muitas dublagens para animações na TV.

Mae (atualmente) e Maika Monroe, que ficou com o papel da filha do presidente

Mae (atualmente) e Maika Monroe, que ficou com o papel da filha do presidente

Qual, então, seria o problema? Segundo o diretor dos dois filmes, Roland Emmerich, ela se recusou a integrar o elenco, mas nem Mae nem seus agentes confirmaram a declaração do cineasta. Pelos bastidores, a história seria outra: como o papel da filha do presidente cresceu, Mae Whitman não teria sex appeal para interpretar uma heroína de filmes de ação – a personagem, então, ficou com Maika Monroe, uma atriz em ascensão, que brilhou em Corrente do Mal.

Morre Abbas Kiarostami, o mais famoso cineasta iraniano

James Franco está em um embate com Bryan Cranston no primeiro trailler de ‘Tinha que ser ele?’

E mais!

Morre o cineasta Michael Cimino

Harrison Ford faz mudança radical no visual em viagem à Espanha

Brant Daugherty rouba a cena de Jamie Dornan nas filmagens de ‘Cinquenta Tons Mais Escuros’

Vídeo: Fernando Fernandes responde 23 perguntas inusitadas

Me siga nas redes sociais:

Continua após a publicidade
Publicidade