Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Tudo Sobre Cinema

O filme que Leonardo DiCaprio fez, se arrependeu e proibiu nos Estados Unidos

Como Leonardo DiCaprio está reinando nas bolsas de apostas como o favorito para levar o Oscar de melhor ator por O Regresso (e vai levar), voltou à tona o filme que o astro proibiu nos Estados Unidos e Canadá. Deixa eu explicar melhor a história. Em 1995, Di Caprio, Tobey Maguire (de Homem-Aranha) e Kevin […]

Por Miguel Barbieri Jr. Atualizado em 26 fev 2017, 13h18 - Publicado em 3 fev 2016, 15h48

Como Leonardo DiCaprio está reinando nas bolsas de apostas como o favorito para levar o Oscar de melhor ator por O Regresso (e vai levar), voltou à tona o filme que o astro proibiu nos Estados Unidos e Canadá. Deixa eu explicar melhor a história. Em 1995, Di Caprio, Tobey Maguire (de Homem-Aranha) e Kevin Connolly (da série Entourage) rodaram um filme chamado Don’s Plum.

Eles eram amigos, jovens e estavam em início de carreira (embora DiCaprio, então com 21 anos, já tivesse uma indicação ao Oscar de coadjuvante por Gilpert Grape). Enquanto esperavam uma melhor oportunidade aparecer, eles resolveram dar uma força para o colega e diretor, R.D. Robb, e rodaram o “indie” Don’s Plum, um registro em preto e branco sobre amigos que se reúnem num bar (o Don’s Plum) de Los Angeles com suas namoradas.

dons

O filme teria passado batido na carreira deles se DiCaprio não ficasse obcecado em proibir sua exibição assim que as filmagens terminaram. Tanto DiCaprio quanto Maguire alegaram que fizeram um favor ao cineasta, mas que o odiavam e se sentiram traídos.

Pouco mais de um ano atrás, o produtor Dale Wheatley iniciou uma campanha para que o filme fosse liberado nos Estados Unidos e no Canadá, países onde está proibido. Nesta semana, inclusive, Don’s Plum, que estava disponibilizado no Vimeo, foi retirado da rede a pedido dos atores. Em outros países, Don’s Plum chegou até a ser lançado. Em 2001, estreou no Festival de Berlim e, no mesmo ano, foi exibido na Mostra Internacional de São Paulo. Segunda uma crítica da Folha Online da época, Don’s Plum “revela ser um filme desagradável e chato”.

donsplum

Mas por que raios DiCaprio não quer que o filme, que foi rodado em seis dias e custou cerca de 100 000 dólares, não seja visto? O ator estava prestes a juntar-se à equipe de Titanic, em 1997, quando Don’s Plum começou a despertar o interesse de várias distribuidoras. Maguire, por sua vez, tinha acabado de estrear o prestigiado Tempestade de Gelo, de Ang Lee, e estava sendo sondado para ser o novo Peter Parker, o Homem-Aranha. Eram, portanto, atores em ascensão e tinham receio que Don’s Plum queimasse suas promissoras carreiras.

plum

Continua após a publicidade

A decisão da “censura” dos dois, porém, teria sido outra. Eles alegaram que Don’s Plum seria um curta-metragem feito na base da improvisação e que, segundo o diretor, jamais chegaria aos cinemas – daí a polêmica de terem sido traídos pelo cineasta. Um dos produtores do filme, David Stutman, chegou, então, a um acordo com DiCaprio e Maguire: Don’s Plum não poderia estrear nem ser distribuído nos Estados Unidos e no Canadá.

Pelas imagens que você no vídeo abaixo, dá para entender a “bronca” dos astros. DiCaprio, com carinha de menino, tem cenas ousadas e faz insinuação de sexo com uma atriz. Para quem iria ser o novo queridinho de Hollywood com Titanic, seu desejo é que suas fãs o vissem com uma aura angelical – e não com fama de “pegador”.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=JfmqfmgBRTc?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Injusto! Vinte (ótimos) atores que nunca receberam o Oscar

Novo filme com Daniel Radcliffe causa estranheza em público e gera comentários na internet

20 perguntas (inusitadas) para Cauã Reymond

18 perguntas (inusitadas) para Sophie Charlotte

Quer ter informações diárias sobre cinema? Então venha curtir a página do meu blog no Facebook. E me siga no Twitter

Continua após a publicidade

Publicidade