O ator Nicolas Prattes indica série com surpresas a todo instante

Em cartaz nos cinemas em O Segredo de Davi, Prattes escolheu um seriado espanhol na Netflix

Nicolas Prattes é o protagonista da novela O Tempo Não Para e está em cartaz nas telas com o filme O Segredo de Davi, sua estreia no cinema. E que estreia! Nicolas, bastante empenhado na atuação, é um universitário introspectivo, que sofre bullying e sente atração por um colega mais velho. Seu hobbie (obsessivo) é flagrar imagens com uma câmera e, não demora muito, para colocar em prática seu primeiro assassinato. Aos 21 anos de idade, Nicolas é o ator principal da novela das 7 da Rede Globo e o convidei para escrever sobre um filme ou uma série que tenha gostado recentemente. Eu gostei muito da participação do ator. Valeu!

 (Divulgação/Veja SP)

“Eu procurava alguma série que me prendesse até o fim. Estava “órfão” e não queria terminar How to Get Away with Murder, House of Cards e Vikings, que não conseguiram me fisgar. Foi, então, que, sozinho, sem nenhuma indicação, encontrei La Casa de Papel. Para ter uma ideia, enquanto muitas pessoas estavam vendo o primeiro episódio, eu já estava na segunda temporada. A primeira é especial pela apresentação da história. A dinâmica com que conduzem a série não a deixa ficar monótona ou desinteressante. Tem um dos melhores roteiros que já vi, com surpresas a todo momento, personagens ricos e desenvolvidos com seus defeitos e qualidades. As escalações são precisas, além da direção afinadíssima. Numa ambientação simples, o seriado traz uma trama ambientada dentro da Casa da Moeda espanhola. Tudo é contado por meio da narradora, Tokio, interpretada por Úrsula Corberó, uma ladra que se tornou assassina após seu noivo ser morto durante um assalto. Ela e mais seis ladrões, de personalidades bem distintas, invadem a Casa da Moeda e fazem 60 reféns enquanto executam um plano de roubar 2,4 bilhões de euros. Por meio de flashbacks, vamos conhecendo um pouco mais de cada personagem, entendendo suas motivações e tendo empatia por eles. Algo similar à Síndrome de Estocolmo. A direção deixou os atores bem à vontade e é visível como eles se divertem em cena, mesmo em contexto de enorme tensão. Para mim, a segunda temporada foi bem-vinda e teve muito pano para manga. Houve novidades sobre uma mesma história, mas com igual sucesso, tanto que a terceira já foi confirmada e, acredito, também será bem-sucedida”.

As duas temporadas de La Casa de Papel estão disponíveis na Netflix

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s