Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Netflix: os cinco melhores filmes italianos

Há desde o premiado Lazzaro Felice até duas histórias inspiradas em casos reais, como Nada Santo

Por Miguel Barbieri - 4 Jul 2019, 14h50

Há poucos filmes italianos na Netflix. Mas maratonei a filmografia da terra de Fellini e descolei alguns bons títulos. Há desde o premiado Lazzaro Felice até Na Própria Pele, inspirado em triste caso real. Boas sessões!

Nada Santo –  Riccardo Scamarcio interpreta um personagem real: Santo Russo, um calabrês que se mudou com a família para Milão e, entre os anos 70 e 80, se tornou um poderoso chefão no mundo do crime. Roubou, matou e foi traficante de heroína. Sua trajetória é contada com riqueza de detalhes, incluindo um caso de adultério, e com recriação de época acima da média.

Lazzaro Felice – Saiu do Festival de Cannes 2018 com o prêmio de melhor roteiro. A diretora Alice Rohrwacher (do ótimo As Maravilhas) usa passado e presente para narrar a inusitada e não menos alegórica trajetória de Lazzaro (Adriano Tardiolo). Ele e sua grande família são tratados como escravos numa região rural italiana. A história, então, dá um grande salto no tempo, mas tendo o protagonista com a mesma aparência.

Perdoai as Nossas Dívidas – Em atuações afiadas, Marco Giallini e Claudio Santamaria estrelam este drama, sobre um desempregado que, sem ter como pagar suas dívidas a uma empresa de crédito, se oferece para ser funcionário dela. O trabalho, ao lado de um veterano, vai minar seu caráter, já que, como credor, ele terá de humilhar e ofender os devedores publicamente.

Continua após a publicidade
Marco Giallini e Claudio Santamaria são os credores de Perdoai as Nossas Dívidas Divulgação/Veja SP

Suburra – Um mafioso conhecido como Samurai quer transformar a orla de Roma em uma nova Las Vegas. Todos os chefões da máfia local concordaram em trabalhar para ele tendo o objetivo em comum. Mas a paz não deve durar muito. Tem ótimas atuações de Pierfrancesco Favino e do sempre competente (e versátil) Elio Germano.

Na Própria Pele — O Caso Stefano Cucchi – O personagem verídico que dá título ao filme ganha atuação fabulosa de Alessandro Borghi (foto). Preso por porte de drogas, Stefano é espancado na delegacia por policiais. Condenado, é levado para um hospital devido aos ferimentos. É uma jornada triste e angustiante que, ao menos, resultou em algo positivo na Itália.

Na Própria Pele: um angustiante caso real Divulgação/Veja SP

Quer me seguir nas redes sociais? Anote!

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade