Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Netflix: os nove melhores filmes estrelados por personagens gays

Há desde o drama argentino Meu Melhor Amigo até Eu Sou Michael, inspirado em caso real

Por Miguel Barbieri - 4 jul 2019, 16h03

Antes de mais nada, um aviso. A lista abaixo só inclui homossexuais masculinos. É bem provável que, mais para frente, eu faça uma lista com protagonistas lésbicas. Em todo caso, dei uma bola olhada no cardápio da Netflix e consegui encontrar bons filmes gays (embora não goste desta segmentação), que são fofos, realistas e agradáveis.

Handsome Devil – No filme irlandês, Ned (Fionn O’Shea) é obrigado pelo pai e pela madrasta a estudar num internato. Lá, é humilhado pelos valentões por ser gay, mas, aos poucos, ganha o apoio e a confiança de Conor (Nicholas Galitzine), seu colega de quarto, que é um dos craques do time de rúgbi. Sem forçar a barra, a história da amizade entre eles comove e uma inusitada saída do armário é para aplaudir.

Hadsome Devil: saída do armário para aplaudir Divulgação/Veja SP

Meu Melhor Amigo – A descoberta do desejo homossexual é o tema do delicado drama argentino, ambientado na Patagônia. Na trama, o adolescente Lorenzo (Angelo Mutti Spinetta) tem seu cotidiano modificado quando seus pais acolhem em casa Caíto (Lautaro Rodríguez), um jovem que é filho de amigos de Buenos Aires. O convívio entre os rapazes vai fazer aflorar sentimentos até então desconhecidos.

4th Man Out – Adam (Evan Todd) mora numa pequena cidade americana e, em seu aniversário de 24 anos, decide revelar aos seus três amigos que é gay. Os rapazes, que sempre fizeram piadas com homossexuais, não sabem como lidar com a situação. Chris, o mais próximo de Adam (Parker Young), tenta levar numa boa e, para isso, ajuda o amigo a encontrar um parceiro.

Eu Sou Michael – Inspirado em caso verídico, o drama segue a trajetória de Michael Glatze (James Franco), um ferrenho ativista gay que, aos poucos, foi se interessando por religião até se tornar pastor. Zachary Quinto interpreta o incrédulo namorado dele.

James Franco em Eu Sou Michael: filme ficou inédito nos cinemas Divulgação/Veja SP

Moonlight – O drama que tirou o Oscar 2017 de melhor filme de La La Land narra, em três períodos, a trajetória de um personagem em conflito com sua homossexualidade. Da infância problemática à vivência num internato e chegando à vida adulta como traficante.

Continua após a publicidade

Loev – No raro filme gay indiano, dois ex-namorados se reencontram para passar um fim de semana juntos. Jai mudou para Nova York e virou um empresário de sucesso enquanto Sahil ficou em Mumbai numa precária situação financeira.

Those People – Jonathan Gordon interpreta Charlie, um jovem de Manhattan que sempre foi apaixonado por seu melhor amigo, o esnobe Sebastian (Jason Ralph). O colega, porém, está numa maré negativa, já que seu pai, milionário, está preso por fraude fiscal. Charlie, então, decide dar um tempo na amizade e começa a namorar um pianista. O envolvente drama traz um desfecho sem apelações sentimentais.

Those People: a história de um gay que é apaixonado pelo melhor amigo Divulgação/Veja SP

Holding the Man – Inspirado em caso real, mostra a história de Tim e John, que se conheceram e se apaixonaram ainda adolescentes na escola. Embora eles tivessem desejos de futuro opostos, o romance foi duradouro.

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho – No gracioso filme brasileiro, um garoto cego se vê apaixonado por um adolescente que acabou de chegar à sua escola.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote!

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

Continua após a publicidade
Publicidade