Netflix: 20 filmes de terror para, depois da sessão,dormir com a luz acesa

Entre os títulos estão o inédito Hush e O Hospedeiro, que revelou o diretor sul-coreano Bong Joon Ho, de Parasita

Muita gente pediu e, finalmente, saiu uma lista com filmes de terror na Netflix. Demorei um pouco para fazer porque, além dos filmes que passaram pelos cinemas, quis encontrar algumas atrações inéditas – e acabei vendo alguns muito ruins, ou seja, perda de tempo. Os vinte longas-metragens abaixo têm, de alguma forma, uma ou outra coisa interessante. Espero que goste e boas sessões.

Os Parecidos > Numa noite de tempestade, em 1968, passageiros ficam presos numa estação à espera do próximo ônibus. Conforme as horas passam, eles começam a desconfiar uns dos outros e, para piorar, seus rostos ganham uma nova forma. Até mesmo a maquiagem tosca ajuda na originalidade do filme mexicano, fotografado com cores esmaecidas.

Os Parecidos: surpresa vinda do México

Os Parecidos: surpresa vinda do México (Divulgação/Divulgação)

Hush — A Morte Ouve > É o típico terror-clichê em que a história não importa e, sim, como o filme consegue surtir muito efeito com uma trama manjada. Uma escritora decidiu se isolar numa casa na floresta para poder trabalhar. Como ela é surda, não consegue ouvir os pequenos barulhos de um intruso mascarado, que vai tentar dar o bote a qualquer momento.

Viral > Um vírus tomou conta do planeta e está fazendo vítimas por todos os cantos. À procura de sua mulher, um pai deixa suas duas filhas em casa e impõe uma condição: elas não podem colocar os pés na rua. Moradoras de um condomínio, as garotas, desencanadas, vão dar uma escapadinha. Começa aí uma noite regada a ataques de zumbis.
Os Parecidos

The Invitation > Logan Marshall Green interpreta Will, que volta à casa onde morou com a ex-mulher para uma reunião com velhos amigos. Com novo companheiro, ela apresenta um comportamento estranho. As horas passam e o clima fica mais tenso. Pode não parecer um terror à primeira vista, mas a meia hora final arremata uma trama instigante.

Quando as Luzes se Apagam > Sophie (Maria Bello) perdeu o marido, toma antidepressivos e pouco dá atenção ao pequeno filho. Para piorar, tem o hábito de falar sozinha, sobretudo no escuro. Alguns sustos estão garantidos, assim como um desfecho surpreendentemente radical e sem concessão.

Invocação do Mal > O diretor do primeiro Jogos Mortais (2004), o malaio James Wan, sabe como poucos criar um clima de suspense. Ambientada no início da década de 70 e inspirada em caso verídico, a trama mostra o sofrimento de Carolyn e Roger Perron (Lili Taylor e Ron Livingston). Eles se mudam com as cinco filhas para um decrépito casarão do século XVIII e sentem na pele o clima pesadão. O jeito é apelar para o casal de caça-fantasmas Ed e Lorraine Warren (Patrick Wilson e Vera Farmiga).

Invocação do Mal 2 > Na sequência de Invocação do Mal, um espírito ronda, no norte de Londres, a humilde residência de Peggy Hodgson. Ela foi abandonada pelo marido e, a duras penas, cria quatro filhos. Na menina Janet, o encosto encontra um corpo para querer expulsar os moradores de “sua” casa. Os médiuns Ed e Lorraine Warren (Patrick Wilson e Vera Farmiga) dão, então, início à investigação.

Ouija – A Origem do Mal > O terror é ambientado em 1967 e mostra o drama de uma viúva. Alice Zander perdeu o marido recentemente e, endividada, faz consultas como paranormal para ganhar dinheiro. Charlatã de intenções nobres, ela conta com a ajuda das duas filhas nos golpes. A situação se complica quando a caçula demonstra ter, sim, o poder de se comunicar com os mortos.

O Chamado do Mal 3 > A personagem maldita Samara, do primeiro filme, ressurge neste terceiro capítulo da franquia. Desta vez, o terror atinge um casal de jovens e um vídeo lendário – quem o assiste, morre depois de sete dias.

Mama > As irmãs Victoria e Lilly foram deixadas numa cabana isolada após o desaparecimento do pai. Cinco anos depois, são localizadas e passam a viver com o tio e a mulher dele (Jessica Chastain). Com um comportamento selvagem, as garotas sentem a constante presença do fantasma de uma mulher, a quem chamam de Mama.

Uma Noite de Crime > Num futuro próximo, os Estados Unidos conseguiram baixar muito o índice de criminalidade. Motivo: uma vez por ano, os americanos podem sair às ruas, matar quem quiser e, mesmo assim, ficar impunes perante a lei. Os alvos, em geral, são sem-teto, inválidos e doentes. Mas um próspero empresário (Ethan Hawke) e sua família serão vítimas de matadores.

Corrente do Mal > Uma entidade sobrenatural é “transmitida” de personagem a personagem por meio do ato sexual. Para se livrar da maldição, a única saída é contaminar outra pessoa o mais rapidamente possível. A metáfora do pânico da aids pode parecer óbvia, mas até os truques triviais da narrativa ganham sentido quando se nota a intenção do diretor David Robert Mitchell de remeter à atmosfera obscura de longas de horror dos anos 80.

corrente-do-mal.jpeg Corrente do Mal

Corrente do Mal (Divulgação/Veja SP)

Jessabelle > Jessie sofreu um acidente, perdeu o bebê e o namorado e, numa cadeira de rodas, voltou a morar com o pai, um sujeito arredio e nada afetuoso. O terror começa quando ela encontra velhas fitas de vídeo numa caixa. Nelas, sua mãe, que morreu no parto e lia cartas de tarô, alerta para uma morte e outros infortúnios.

O Homem nas Trevas > Em uma atmosfera de tensão constante, três amigos inconsequentes decidem assaltar a casa de um sujeito esquisitão, recluso e rico. Parece um plano simples. O dono, no entanto, tem uma arma carregada… e audição aguçadíssima.

O Babadook > Mãe e filho passam maus bocados quando um livro sinistro aparece na casa deles. Os acontecimentos seriam reais ou apenas fruto de uma paranoia?

Bruxa de Blair > Na linha do primeiro filme, de 1999, este mostra um rapaz que, após encontrar um vídeo com imagens de sua irmã desaparecida, embarca numa aventura pela floresta decidido a buscá-la.

Aterrorizados > No filme argentino, um detetive e dois veteranos investigadores de elementos sobrenaturais se empenham em desvendar o caso de três residências vizinhas que tiveram a presença de espectros.

Hipersomnya > No drama policial argentino, inspirado em caso real, uma jovem atriz está fazendo teste para uma peça e, ao mesmo tempo, tem pesadelos com se estivesse num cativeiro com outras mulheres que são escravas sexuais.

O Hospedeiro > No terror que revelou o diretor sul-coreano Bong Joon-Ho (do novo Parasita), um sujeito fracassado acaba se tornando herói de uma cidade quando decide enfrentar um monstro que ataca as pessoas.

O Hospedeiro O Hospedeiro

O Hospedeiro (Divulgação/Divulgação)

O Grito > Remake americano do terror japonês, o filme enfoca a trajetória de uma jovem americana, que está fazendo um intercâmbio cultural em Tóquio. Como parte de seu trabalho, ela é chamada para cuidar de uma idosa, que apresenta sinais de deficiência mental relacionada a traumas. Espíritos, então, passam a se manifestar pela casa.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s