Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Netflix e Amazon Prime Video: 24 filmes com histórias de casais em crise

Tommy Lee Jones e Meryl Streep estão em Um Divã para Dois e Pol Monen e María Pedraza estrelam o espanhol Amar

Por Miguel Barbieri - 13 ago 2020, 15h12

Ah, o amor, ah, o sexo… Só uma lembrança da canção de Rita Lee… Mas quem nunca teve uma discussão, uma briguinha, uma rusga num relacionamento? Durante nosso isolamento social, provocado pela pandemia, os casais estão mais juntos, até mais do que gostariam. Com esse assunto em mente, fui atrás de filmes com relações conjugais na corda bamba. Entraram dos dramas às comédias, de personagens adolescentes a maduros. São filmes disponíveis na Netflix e no Amazon Prime Video, que você confere abaixo.

Na Netflix

Mais uma Chance > Kathryn Hahn e Paul Giamatti interpretam os intelectuais e escritores de Nova York que, quarentões, correm contra o tempo para ter um filho. Logo no início da comédia dramática, eles precisam pedir emprestado 10 000 dólares para que um médico faça um procedimento relacionado à baixa concentração de espermatozoides do marido. Mesmo assim, ela não consegue engravidar, já que, agora, o problema se voltou para seu útero. Decidem, então, buscar na internet uma jovem que se disponha a doar seu futuro bebê. O roteiro concentra-se na obsessão de um par que, em nome de um sonho quase impossível, “esqueceu” do próprio casamento, do amor e do prazer da vida a dois. Com uma pegada dos dramas bem-humorados de Woody Allen, a diretora e roteirista Tamara Jenkins, em diálogos saborosos, acerta ao encenar a vida como ela é.

Newness > Gabi e Martin, papéis de Laia Costa e Nicholas Hoult, se conhecem por um app de encontros. Querem apenas uma noite de sexo em Los Angeles, mas, de conversa em conversa, percebem que têm muitas coisas em comum. A transa é sempre quente e as afinidades só aumentam. Como são afeitos às novidades, eles decidem manter um relacionamento em aberto. Mas será que estão preparados para a infidelidade conjugal quando o amor já bateu à porta? O registro da geração dos millennials é sincero ao abordar a fugacidade dos relacionamentos afetivos e as consequentes dores acarretadas pela ausência de compromisso.

Eu Sou Michael > James Franco é um dos produtores e o polêmico protagonista do drama, que enfoca uma história real. Ele interpreta Michael Glatze, um ativista homossexual que, no fim dos anos 90, percorreu os Estados Unidos para fazer um documentário sobre jovens gays. Mantinha um relação conjugal estável com seu parceiro (papel de Zachary Quinto) até que, ao começar a ler a Bíblia, se converteu ao cristianismo e adotou a orientação de heterossexual. Não se trata, contudo, de um filme sobre “cura gay” e, sim, sobre como a religião pode incidir/interferir nas escolhas, sejam elas quais forem, dos fiéis. A Netflix tem também Michael Lost and Found, um ótimo documentário em curta-metragem (20 minutos) sobre o reencontro de Michael com seu ex-namorado.

Amar > O primeiro amor é o mote do drama espanhol que tem María Pedraza e Pol Monen como os protagonistas Laura e Carlos. Ela tem 17 anos e vive em atritos com a mãe, separada de seu pai. Ele não quer seguir a carreira de advogado e, por isso, abandona a faculdade para trabalhar numa loja de conserto de relógios. Se têm personalidades e objetivos de vida distintos, na cama se entendem muito bem. Embora sejam novatos no sexo, Laura e Carlos apimentam a relação com jogos eróticos cabeludos. Mas a relação vai começar a azedar quando ela conta para as amigas um “segredinho” sexual do namorado. As dificuldades da transição da adolescência para a vida adulta despontam num registro carregado da latinidad da Espanha, tendo no machismo estrutural o ponto de uma discussão abrangente.

Monsieur & Madame Adelman > A trama começa em 1971, quando Sarah (Doria Tillier) tenta namorar o escritor mulherengo Victor (Nicolas Bedos). Mas ela só consegue conquistá-lo anos depois. Durante décadas, há paixões, perdas, frustrações, danos, traição e morte.

Como Nossos Pais > Maria Ribeiro interpreta Rosa, de 38 anos, mãe de duas meninas, casada com um ativista (papel de Paulo Vilhena), que se descobre diante de uma crise familiar. Isso porque, depois de algumas taças de vinho, sua mãe (Clarisse Abujamra) surpreende com uma revelação sobre a verdadeira identidade do pai de Rosa. A partir desse mote, tem início um registro afetuoso e maduro de relações entre mães, pais e filhos.

Perfeitos Desconhecidos > O ponto de partida é um jantar entre amigos — três casais e um solteirão. Uma das mulheres propõe, então, um jogo: todos devem deixar o celular na mesa e mostrar aos colegas as mensagens que receberem. Começa aí uma trama que, entre risos e lágrimas, expõe segredos e mentiras. Essa é versão mexicana, mas a Netflix tem também a adaptação espanhola (Perfectos Desconocidos) e a francesa (Nada a Esconder).

Homens, Mulheres e Filhos > Adam Sandler e Rosemarie DeWitt interpretam um casal fatigado pelo tempo que busca parceiros na internet. Há outros dois casos igualmente críveis: o do garotão de 15 anos (Travis Tope) que só se excita ao ver mulheres no computador e o da mãe frustrada profissionalmente (papel de Judy Greer) dedicada a publicar fotos sensuais de sua filha adolescente (Olivia Crocicchia) num site para torná-la famosa.

Homens, Mulheres & Filhos
Os atores Rosemarie DeWitt e Adam Sandler: o casal entediado busca parceiros pela internet Dale Robinette/Divulgação

Sob a Pele do Lobo > Martinón (Mario Casas) é um eremita que mora nas montanhas nevadas e, vez por outra, desce a um vilarejo para trocar peles de animais por alimentos. Em uma viagem, um comerciante vende sua jovem filha ao forasteiro. Começa aí um drama de tintas trágicas a respeito de um homem que, ao driblar a solidão forçada, encara o desafio do convívio social.
Palmeiras na Neve > Na década de 50, dois irmãos saem da Espanha para trabalhar com o pai, funcionário numa plantação de cacau, na Guiné Espanhola, então colônia do país europeu. Enquanto Jacobo (Alain Hernández) é mulherengo, Killian (Casas) se apaixona pela filha de um amigo, papel de Berta Vázquez.

Árvore de Sangue > O diretor e roteirista Julio Medem (de Lúcia e o Sexo) traz uma trama almodovariana, repleta de surpresas e reviravoltas. Basicamente, trata-se de um casal que decide escrever as memórias de suas famílias, ligadas por romances proibidos e traições.
Ricos de Amor > Na comédia romântica, Danilo Mesquita interpreta Teto, um playboy do interior do Rio de Janeiro que, filho de um rico fazendeiro, é famoso por ser mulherengo e imaturo. Mas o comportamento do “príncipe do tomate” vai mudar ao conhecer a futura médica Paula (Giovanna Lancellotti). Mas será que o romance pode dar certo?

O Silêncio do Céu > Diana (Carolina Dieckmann) é estuprada por dois homens. Ela guarda o segredo sem saber que o seu marido, Mario (Leonardo Sbaraglia), também viu o crime e ficou calado. Resolver ou não o trauma? O tormento aflige os personagens e, cena a cena, ganha a dimensão de um thriller engenhoso.

Proposta Indecente > Já um cult da década de 80, o filme traz Robert Redford na pele de um bilionário que oferece 1 milhão de dólares para passar a noite com a esposa (Demi Moore) de um caubói.

Loev – No raro filme gay indiano, dois ex-namorados se reencontram para passar um fim de semana juntos. Jai mudou para Nova York e virou um empresário de sucesso enquanto Sahil ficou em Mumbai numa precária situação financeira.

No Amazon Prime Video

O Passado > A trama se inicia quando Marie (Bérénice Bejo) vai buscar o ex-marido Ahmad (Ali Mosaffa) no aeroporto de Paris. Após quatro anos ausente, ele voltou do Irã para assinar a papelada do divórcio. Marie o hospeda na casa que agora divide com seu namorado, Samir (Tahar Rahim), e o pequeno e rebelde filho dele.

Continua após a publicidade

Um Divã para Dois > Meryl Streep e Tommy Lee Jones vivem um casamento falido na pele de Kay e Arnold. Embora morem sob o mesmo teto, eles não dormem juntos e não fazem sexo há, pelo menos, quatro anos. Dona de casa, Kay nota que a relação esfriou e paga 4 000 dólares para fazer terapia de casal durante uma semana com o renomado Dr. Feld (Steve Carell).

Simplesmente Acontece > Os ingleses Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Clafin) são amigos desde a infância e, embora sintam atração um pelo outro, não conseguem se declarar. Na festa de formatura, Rosie faz a besteira de transar com um colega (Christian Cooke) e Alex vira alvo de Bethany (Suki Waterhouse). Dias depois, o sonho de ambos de mudar para Boston será desfeito e… simplesmente acontece: a moça fica grávida e o rapaz parte para estudar nos Estados Unidos.

Na Terra de Amor e Ódio > Dirigido pela atriz Angelina Jolie, o filme enfoca o encontro do militar sérvio Danijel (Goran Kostic) com a artista muçulmana Ajla (Zana Marjanovic). A seguir, uma bomba detona literalmente a união do casal. Em lados opostos da guerra da Bósnia, eles vão se rever numa situação delicada: Danijel dirige um campo de prisioneiros para onde Ajla é enviada.

Amantes > Vindo de uma família judia, Leonard (Joaquin Phoenix) trabalha na lavanderia do pai, tentou o suicídio e anda afoito para reconstruir sua vida afetiva depois de abandonado pela noiva. Ao mesmo tempo em que se sente ligado à morena Sandra (Vinessa Shaw), filha dos futuros sócios de seus pais, Leonard fica caidinho pela loira Michelle (Gwyneth Paltrow), sua tentadora vizinha.

O Sacrifício do Cervo Sagrado > Casados e pais de um menino e de uma adolescente, os médicos Anna e Steven (Nicole Kidman e Colin Farrell) têm o cotidiano estabilizado que, aos poucos, ganha abalos. Tudo por causa de Martin (Barry Keoghan), um rapaz de 16 anos cujo pai foi paciente de Steven. O garoto se entranha na família com más intenções.

Nicole Kidman e Colin Farrell em O Sacrifício do Cervo Sagrado Divulgação/Divulgação

Uma Razão para Viver > Baseado em caso real, enfoca a história do inglês Robin Cavendish que, em 1958, contraiu o vírus da polio no Quênia. Aos 28 anos, recém-casado com Diana (Claire Foy, da série The Crown) e futuro papai, ele perdeu todos os movimentos do corpo e passou a viver com um respirador artificial.

As Idades do Amor > Na mira da primeira história está um casal na faixa dos 30 anos. O advogado Roberto (Riccardo Scamarcio), apaixonado por sua noiva (Valeria Solarino) e de casamento marcado, faz uma viagem a trabalho à Toscana. Lá, seus sentimentos serão bagunçados ao conhecer a loira Micol (Laura Chiatti). Na segunda trama, o sexagenário apresentador de TV Fabio (papel do comediante Carlo Verdone) garante fidelidade à mulher até o dia em que uma psiquiatra lhe dá uma cantada irresistível. Fechando o ciclo, Robert De Niro vive um professor americano aposentado de volta a Roma, onde vai se interessar por Viola (Monica Bellucci), filha de um amigo.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Sol da Meia-Noite > Com rara doença, Katie (Bella Thorne) não pode ficar exposta à luz do sol. Aos 17 anos, a moça não quer ficar confinada e, por causa de sua voz, chama a atenção de Charlie (Patrick Schwarzenegger). O romance tem início, mas Bella só pode sair à noite e, como um Cinderela, tem hora para voltar.

Apenas uma Noite > O enredo põe à prova a fidelidade de um casal rico, bonito e bem-sucedido de Nova York. Em uma festa, a escritora Joanna (Keira Knightley) percebe uma troca de olhares entre o marido, o executivo Michael (Sam Worthington), e uma colega dele, a voluptuosa Laura (Eva Mendes). A desconfiança resulta em bate-boca. No dia seguinte à crise, Michael faz uma viagem de negócios na companhia de Laura. Enquanto isso, Joanna encontra um ex-namorado, o intelectual Alex (Guillaume Canet), por quem ainda se sente atraída.

Além da Fronteira > Nimr Mashrawi (Nicholas Jacob) vive num vilarejo palestino e o judeu Roy Schaefer trabalha como advogado em Tel-Aviv. Eles se conhecem numa boate e, dias depois, se reencontram. Nimr consegue uma bolsa para estudar numa universidade e, assim, fica longe de sua família alguns dias da semana. Aproveita a folga para ver o namorado. Até que os problemas começam a despontar.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade